abn

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Confira 7 mitos sobre o orgasmo feminino nos quais você (ainda) acredita

  1. O orgasmo feminino costumar ser um tópico controverso entre homens, mulheres e, principalmente, na ciência<?php echo $paginatitulo ?>

Por ainda ser bastante cercado de mistérios, o orgasmo feminino é tema de debate entre homens e até entre as próprias mulheres desde o início dos tempos. Quando se trata sobre a resposta sexual mais natural da mulher, muita coisa ainda é nebulosa, já que algumas teorias científicas desafiam coisas que as próprias mulheres relatam (como o "squirt", por exemplo, que muita mulher afirma ter, mas ninguém consegue entender de onde vem).
Pelo bem das próprias mulheres, porém, é importante esclarecer que algumas coisas repetidas com frequência por aí não são nada reais. Confira os sete mitos mais comuns sobre o orgasmo feminino que podem mudar totalmente sua perspectiva sobre o tema:
1. As mulheres só atingem o orgasmo com penetração
Falso:  De acordo com a Sociedade de Obstetras e Ginecologistas do Canadá, apenas 30% das mulheres têm orgasmos regularmente com a penetração, enquanto as demais necessitam de estimulação adicional do clitóris para o clímax. Além disso, ainda existe um terceiro grupo de mulheres que nunca atingiu o orgasmo durante a relação sexual, mas elas são capazes de "chegar lá" por meio de masturbação e sexo oral.
Se você se identifica com essas estatísticas, pode ficar tranquila, porque alcançar o orgasmo feminino por outros meios que não sejam relações sexuais é considerado normal na sexualidade feminina. De acordo com a especialista em sexualidade Cátia Damasceno, o ponto G (zona erógena estimulada durante a penetração) tem menos terminações nervosas que o clitóris e também é mais difícil de alcançar. Sendo assim, um orgasmo é um orgasmo e os meios que te fazem chegar nele não são melhores ou piores uns que os outros.
2. As mulheres não têm orgasmos durante o sexo oral
Falso : Um mito popular (e que está totalmente conectado ao anterior) é o de que as mulheres não podem ter orgasmo durante o sexo oral. Porém, de acordo com um estudo publicado no início do ano pelo periódico "Archives of Sexual Behaviour", o sexo oral está relacionado diretamente a uma maior probabilidade de a mulher gozar.
3. Os orgasmos são sempre uma experiência de "tremer o chão"
Falso : As mulheres podem ter orgasmos e nem sempre estar cientes disso. Indicadores típicos do orgasmo, como padrões de respiração específicos, alguns movimentos do corpo, sons e contrações musculares nem sempre estão presentes nesse momento, sugerindo que não existe um método de detecção à prova de falhas para saber se uma mulher teve um orgasmo ou não. As mulheres podem, por exemplo, experimentar um orgasmo sentindo um relaxamento dos músculos pélvicos em vez de a contração deles.
4. As mulheres devem ser capazes de gozar com o estímulo do ponto G
Mais ou menos : A existência de um ponto G ainda está em debate, apesar da crença de que um orgasmo é derivado da estimulação dessa área específica. Especula-se que a glândula de Skene (também conhecida como próstata feminina), localizada perto da extremidade inferior da uretra, pode estar próxima ou fazer parte do ponto G. Outra crença comum é de que algumas mulheres desfrutam de uma sensação experimentada na área superior da vagina — onde, teoricamente, fica o ponto G, mas nem todas as mulheres têm essa sensação.
Ainda assim, um estudo publicado no "Journal of Sexual Medicine" revela que as mulheres que relataram ter orgasmos provocadas pelo ponto G, quando examinadas por um ultrassom, apresentam um tecido mais resistente na área indicada em comparação com a quem não atingiu o prazer através dessa zona erógena. 
5. Se uma mulher não consegue atingir um orgasmo, é culpa do parceiro
Falso : Um parceiro habilidoso pode, sim, ajudar uma mulher a chegar a um orgasmo, mas, no final das contas, é a mulher quem é realmente responsável pelo fato de chegar clímax ou não. Um estudo publicado na revista europeia "Sexologies" descobriu que mulheres que têm pensamentos eróticos e focam nas sensações corporais durante o sexo possuem uma maior probabilidade de alcançar um orgasmo.
A pesquisa indica que o prazer sexual é derivado da combinação de sinais sensoriais e psicológicos, sugerindo que desejo sexual e o orgasmo sejam influenciados pelo cérebro e pelo sistema nervoso, que controla as glândulas sexuais e genitais. Mas não entenda errado: nada disso quer dizer que o parceiro de uma mulher não deve estar envolvido no processo. Dizer a ele o que você gosta e não gosta pode ajudar a melhorar a química sexual na cama.
6. Uma mulher precisa ter um orgasmo para se divertir no sexo
Falso: Ao contrário do que muitos pensam, o orgasmo durante o sexo, seja fruto da penetração, da masturbação ou do sexo oral, não é fundamental para uma mulher desfrutar de atos sexuais. Os parceiros - especificamente homens - ficam muito ansiosos pelo clímax e acabam se esquecendo de concentrar-se em sentimentos, sensações e pensamentos prazerosos. Mas, segundo uma publicação no veículo norte-americano "Women's Health", a verdade é que a maioria das mulheres não tem um orgasmo todas as vezes que transam e, por isso, a tendência é a de que elas apreciem o sexo por mais fatores além do ápice do prazer.
7. O orgasmo é igual para homens e mulheres
Em geral, os orgasmos para ambos os sexos possuem algumas características em comum, como o aumento da frequência cardíaca e o ritmo da respiração, que fica mais acelerada e pesada. Esses aspectos antecedem o estado de relaxamento e bem-estar que vem com o gozo, que também costuma ser comum para ambos os sexos.
No entanto, há, sim, algumas diferenças entre o clímax feminino e o masculino. Geralmente, as mulheres demoram mais e precisam de mais estímulos do que os homens para "chegar lá". Outra mudança é a de que, no momento do orgasmo feminino, as mulheres costumam sentir contrações na vagina (e, às vezes, a sensação oposta à da contração, que normalmente está ligada à ejaculação feminina), enquanto o gozo do homem costuma vir acompanhado da expulsão de sêmen.
Fonte: IG.

STF determina transferência de travestis para presídio feminino

A resolução também estabelece que a pessoa travesti ou transexual deve ser chamada pelo seu nome social, contar com espaços de vivência específicos, entre outros

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso determinou que duas detentas, que se identificam como travestis, sejam transferidas para um estabelecimento prisional feminino. Ambas estão presas desde dezembro de 2016 na penitenciária de Presidente Prudente, no interior de São Paulo.

A defesa de Lais Fernanda, condenada pela prática de crime de extorsão mediante restrição da liberdade da vítima, afirma que a cliente está presa em uma cela com 31 homens - a capacidade da cela é de 12 pessoas.

O advogado de Lais, Victor Hugo Anuvale Rodrigues, pediu a concessão de liberdade provisória e sua transferência para local adequado. Apesar de o habeas corpus ter sido negado devido a razões processuais, a transferência foi autorizada por Barroso. A decisão se estendeu a Maria Eduarda Linhares, condenada no mesmo processo.

Em sua decisão, o ministro citou resolução do Conselho Nacional de Combate à Discriminação, que trata do acolhimento de pessoas LGBT em privação de liberdade no Brasil.

A resolução também estabelece que a pessoa travesti ou transexual deve ser chamada pelo seu nome social, contar com espaços de vivência específicos, usar roupas femininas ou masculinas, conforme o gênero, e manter os cabelos compridos e demais características, de acordo com sua identidade de gênero. A resolução também garante o direito à visita íntima. Com informações do Estadão Conteúdo.

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Vereador Dalmo Braz indica construção de Portal na entrada da cidade de Malhada dos Bois.


Vereador Dalmo Braz, PV.
Durante a noite da última sexta-feira (16) o vereador do PV Dalmo Braz,  apresentou uma indicação, solicitando a Construção de um Portal na entrada da cidade de Malhada dos Bois- Sergipe. 

O vereador afirmou que esses portais são comuns em outras cidades e, portanto, seria interessante o estudo para posterior colocação desses pórticos para que todos que passarem pelo município se sintam acolhidos por este povo hospitaleiro.

Dalmo Braz, Espera que a sua solicitação seja atendida pelo chefe do poder executivo municipal. e apresentou uma justificativa na referida indicação em tela.

Pré-candidato a deputado federal Givaldo Silva e a diretoria do Partido Verde de Sergipe se reúne na sede do partido para debater eleições 2018


O Pré-candidato a Deputado Federal Givaldo Silva, participou da reunião do  diretório estadual  do PV com os Pré-candidatos, no sábado (17/02), na sede do partido em Aracaju. 

Na oportunidade, o presidente Estadual do PV e pré-candidato a Senador, Reinaldo Nunes, conversou com os  pré-candidatos presentes acerca das projeções para as eleições 2018. Assuntos como, campanha eleitoral, mudança na legislação, votos por região, tempo de TV,  fundo partidário e coeficiente eleitoral,  foram debatidos durante o encontro. Reynado Nunes  apresentou dados e diretrizes da sigla aos presentes.

Na oportunidade foi colocada toda  a estrutura do PV à disposição dos Pré-candidatos. O interesse do Presidente, e realizar uma eleição de muito êxito em Sergipe. "Temos fortes pré-candidatos e já temos deputados federais e estaduais que possivelmente serão eleitos”, afirmou O, Presidente do PV.

O Pré candidato a Deputado Federal Givaldo Silva,  parabenizou o presidente estadual e todo o diretório  do Partido Verde pela organização da reunião, e também agradeceu a presença dos pré-candidatos. “É uma alegria estar aqui hoje fazendo parte desse projeto. Estou muito à vontade no PV, quero parabenizar o presidente Reynaldo Nunes e todos que fazem o PV,  pela estrutura inteligente do partido e, principalmente, por nos respeitar oferecendo liberdade para trabalhar. É muito importante respeitar a opinião de cada um. Nessas eleições teremos um número significativo de renovação em Sergipe graças ao PV”, explicou Givaldo Silva.

INSS: Aposentados e pensionistas têm até este mês para comprovar vida

Aposentados e pensionistas do INSS que estão vivos têm até o próximo dia 28 para fazer o recadastramento no banco em que recebem seus benefícios.
Aposentados e pensionistas que ainda não comprovaram ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que estão vivos têm até o próximo dia 28 para fazer o procedimento no banco em que recebem seus benefícios. Quem não fizer a comprovação de vida no tempo previsto poderá ter seu pagamento bloqueado.

Até o último dia 8, mais de 3 milhões de beneficiários ainda não comprovaram o procedimento obrigatório. Segundo o INSS, mais de 34 milhões de beneficiários têm que procurar o banco em que recebem o benefício e apresentar um documento de identidade com foto (RG, carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação etc). Algumas instituições financeiras estão utilizando a tecnologia de biometria para realizar o procedimento nos terminais de autoatendimento.

Quem não puder comparecer à agência bancária por motivo de doença ou dificuldade de locomoção pode eleger um procurador que deverá ser cadastrado junto ao INSS. O procurador deverá ir a uma agência da Previdência Social munido do documento assinado pelo beneficiário e de um atestado médico, emitido nos últimos 30 dias, que comprove a impossibilidade de locomoção do beneficiário ou doença contagiosa, além dos documentos de identificação do procurador e do beneficiário. Um modelo da procuração está disponível na página do INSS.

Os beneficiários que vivem no exterior também podem realizar a comprovação de vida por meio de um procurador cadastrado no INSS ou por meio de documento de prova de vida emitido por consulado, bem como pelo Formulário Específico de Atestado de Vida para o INSS, que está disponível nos sites da Repartição Consular Brasileira ou do instituto.

Inicialmente, o prazo para que aposentados e pensionistas fizessem a prova de vida terminaria em 31 de dezembro de 2017, mas devido ao grande número de beneficiários que perderia o prazo, o período foi estendido até 28 de fevereiro de 2018. Com informações da Agência Brasil.

Gestantes de baixa renda podem receber repelentes gratuitos; saiba como

De acordo o Ministério da Saúde, quase 15 milhões de frascos adquiridos pelo Governo do Brasil já foram entregues a grávidas desde o ano passado

As gestantes que participam do Programa Bolsa Família têm direito a receber repelentes para proteção contra o mosquito Aedes Aegypti, que transmite vírus da dengue, zika e chikungunya. As doenças estão ligadas à ocorrência de microcefalia em recém-nascidos.

Atualmente, são 484 mil grávidas inscritas para receber o benefício. De acordo o Ministério da Saúde, dos 15,9 milhões de frascos adquiridos em fevereiro do ano passado, 92,4% já foram entregues. O cronograma conta com a conclusão das entregas desse lote até março deste ano. 

Saiba como solicitar o produto:

- O frasco será entregue a gestantes beneficiárias do programa Bolsa Família

- A gestante deve ir a um posto de saúde ou aos Centros de Referência de Assistência Social

- Há o limite de retirada de dois frascos por mês

Modo de usar

De acordo com o Ministério da Saúde, a aplicação nas áreas do corpo que são expostas ao sol deve ser reforçada a cada dez horas, mas o uso de repelentes não deve ser a única medida a ser tomada para evitar a transmissão das doenças. A melhor maneira de se proteger contra o mosquito é eliminando seus criadouros. 

É importante que as gestantes adotem ainda medidas simples que possam evitar o contato com o Aedes aedypti, como se proteger da exposição de mosquitos, manter portas e janelas fechadas ou teladas, usar calça e camisa de manga comprida, entre outras. Com informações do Portal Brasil.

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Há um tipo de TPM que pode ser confundida com depressão: veja como diferenciar

©

Quase todas as mulheres sentem algum sintoma ou alteração antes da chegada da menstruação, mas 2% a 10% delas têm uma versão piorada da complexa Tensão Pré-Menstrual (TPM).


O dado é do ginecologista Renato Carlos Malaquias, que alerta: os sintomas psicológicos manifestados por essas pacientes podem ser tão críticos que chegam a ser facilmente confundidos com distúrbios mentais.

A seguir, saiba mais sobre o transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM):

O que é TDPM

© Marjan_Apostolovic/iStock depressao tristeza sintoma 0217 400x800

O médico Renato Carlos Malaquias, da Clínica Megamed, explica que TDPM é uma forma grave de tensão pré-menstrual que causa alterações físicas e psíquicas que prejudicam a habilidade da mulher de lidar com o âmbito social ou profissional de sua vida.


Origem está no cérebro

TDPM está relacionado a alterações na transmissão de substâncias que permitem a comunicação entre as partes do sistema nervoso, entre elas serotonina, neurotransmissor responsável pela felicidade e bem-estar. Com isso, surgem reações emocionais desproporcionais aos estímulos externos, semelhantes aos observados na depressão.

Inclusive, esse distúrbios da mente, assim como a ansiedade, também surgem pela interação falha entre neurotransmissores, o que explica porque a TDPM afeta o psicológico.

Sintomas de TDPM

© l i g h t p o e t/Shutterstock crise de ansiedade 016 400x800

Os sintomas de TPM também estão presentes na TDPM, mas em intensidade maior. Eles surgem de 2 a 10 dias antes da menstruação e cessam assim que o sangramento começa.

Veja os principais:

Ansiedade
Sentimento profundo de tristeza
Dificuldade de concentração
Alterações do sono e do apetite
Retenção de líquidos
Dor nos seios


Diagnóstico
O diagnóstico consiste em elencar os sintomas e diferenciar se o quadro da paciente se trata de TDPM, depressão ou ansiedade. "Sugiro uma atenção redobrada aos sintomas: se aparecem fora do período pré-menstrual, pode ser um quadro psíquico por si só", ressalta o especialista.
Cura e tratamento

© Bacho/shutterstock atendimento medico 116 400x800


Ainda não existem métodos que acabem definitivamente com os sintomas, mas há como controlá-los por meio de anticoncepcionais orais, analgésicos, terapia e hábitos que equilibram o funcionamento da serotonina no corpo, como boa alimentação e atividade física regular.

Quadros mais graves podem ser tratados com medicação que otimizam o funcionamento dos neurotransmissores no cérebro.

Tensão Pré-Menstrual: saiba mais

5 coisas que você deve parar de fazer na TPM e na menstruação

Médico sugere licença de trabalho para TPM: entenda impacto que teria

Alimentação correta pode afastar TPM: veja o que comer

Fonte: https://www.msn.com/pt-br/saude/medicina/h%C3%A1-um-tipo-de-tpm-que-pode-ser-confundida-com-depress%C3%A3o-veja-como-diferenciar/ar-BBJcMSh?li=AAggPNl

Bancários estarão em greve em todo o país na segunda-feira

© Marcelo Camargo/ABr InfoMoney

SÃO PAULO - Os bancários anunciaram uma greve na segunda-feira (19) em uma mobilização contra a retirada de direitos trabalhistas e o fim da aposentadoria. Na capital paulista, há um ato público marcado para às 16h, em frente ao Masp, na Avenida Paulista.

“Bancários aprovaram, em assembleias, a participação na greve contra a retirada de direitos. Vamos às ruas lutar contra o fim da aposentadoria e flexibilização das leis trabalhistas”, disse Ivone Silva, presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região. 

Durante os dias 8, 9, 14 e 15 de fevereiro o Sindicato informou ter percorrido centenas de locais de trabalho com o objetivo de realizar assembleias nas quais os bancários definiram posição sobre paralisar as atividades no dia 16.

Segundo o Sindicato, 88% dos votantes disseram sim para a paralisação que atingirá agências em todo o Brasil.
Fonte: https://www.msn.com/pt-br/dinheiro/economia-e-negocios/banc%C3%A1rios-estar%C3%A3o-em-greve-em-todo-o-pa%C3%ADs-na-segunda-feira/ar-BBJeaqH?li=AAggXC1

Conheça as principais disfunções sexuais que atingem as mulheres

As disfunções sexuais são as dificuldades sentidas por uma pessoa ou pelo casal durante qualquer estágio da relação sexual, incluindo desejo, excitação ou orgasmo. Não são poucas as mulheres que sofrem de algum tipo de disfunção sexual e não procuram o médico para tratar do problema, que pode diminuir a qualidade ou mesmo impedir que elas cheguem ao orgasmo. Baixa […]
Por Flávia Magalhães

Foto: Shutterstock As disfunções sexuais prejudicam muito a vida do casal

As disfunções sexuais são as dificuldades sentidas por uma pessoa ou pelo casal durante qualquer estágio da relação sexual, incluindo desejo, excitação ou orgasmo. Não são poucas as mulheres que sofrem de algum tipo de disfunção sexual e não procuram o médico para tratar do problema, que pode diminuir a qualidade ou mesmo impedir que elas cheguem ao orgasmo. Baixa libido, ausência de lubrificação e dor durante a relação sexual são alguns sintomas relacionados aos problemas. A ginecologista Érica Mantelli fala sobre as principais disfunções sexuais femininas.


Foto: Shutterstock As disfunções sexuais prejudicam muito a vida do casal

Frigidez ou transtorno de excitação

As causas da frigidez são subjetivas e normalmente está associada a problemas psicológicos ou conjugais. Ela ocorre quando a mulher não consegue ficar sexualmente excitada e naturalmente lubrificada por sentir pouco ou não ter desejo sexual ao ser estimulada. “Essa mulher raramente chega ao orgasmo. O tratamento inclui acompanhamento psicológico e com a ginecologista”, esclarece a médica.
Vaginismo

De acordo com Érica, o vaginismo “Ocorre quando a mulher sente dificuldade de ter relação sexual porque contrai muito a musculatura da vagina, impedindo a penetração ou causando dor”. O tratamento depende de cada caso, mas em geral engloba exercícios de relaxamento da musculatura vaginal, além de técnicas de respiração, inserção de dilatadores vaginais e psicoterapia.
Dispareunia

Também é caracterizada por dor durante a relação sexual. “No entanto, ela pode estar relacionada com causas físicas como inflamações ginecológicas, infecção urinária, lesões da pele ao redor da vulva, mioma uterino, etc”, esclarece a ginecologista. Ela ainda explica que nestes casos, o tratamento direcionado especificamente para o problemacostuma resolver a dispareunia.
Desejo Sexual Hipoativo

É a falta de desejo sexual e pode atingir 35% das mulheres. Para Érica, “Problemas conjugais e psicológicos podem ser causas, mas também é originado por questões hormonais. Por isso é muito importante procurar a ginecologista para investigar as causas e tratar o problema”.
Anorgasmia

O principal sintoma da anorgasmia é a ausência de orgasmo mesmo quando há estimulação adequada durante o ato sexual. Segundo a médica, “O problema pode ser causado por doenças que afetam a região reprodutiva do corpo, como diabetes e esclerose múltipla, devido a cirurgias ginecológicas como histerectomia, ao uso de medicamentos para controlar pressão alta, depressão ou alergias ou pelo uso excessivo de álcool e cigarro”.
Fonte: https://www.altoastral.com.br/principais-disfuncoes-sexuais-mulheres/

FGTS: Como saber se está sendo depositado?


Como saber se meu FGTS está sendo depositado? Ano passado 7 milhões de brasileiros que, ao procurarem a Caixa Econômica Federal para fazer seus saques, descobriram que seus empregadores simplesmente não haviam efetuado os depósitos. O prejuízo aos trabalhadores soma R$ 24,5 bilhões. Se você foi lesado, ainda pode buscar na Justiça o valor não depositado nos […] O post FGTS: Como saber se está sendo depositado? apareceu primeiro em Jornal Contábil.

domingo, 11 de fevereiro de 2018

Bloco Sedutores e Ciganinhas promove Baile Carnavalesco na Barra dos Coqueiros, segunda-feira dia 12

A décima terceira edição do tradicional Bloco Carnavalesco Sedutores e Ciganinhas levará alegria e tradição na tarde desta segunda-feira de carnaval, dia 12 em Barra dos Coqueiros. Realizado pelo Instituto Dona Sula, Organização Não Governamental que atua em defesa da cultura popular em Barra dos Coqueiros.

“Este ano haverá uma mudança no formato da festa, em lugar do desfile faremos um baile carnavalesco na Praça Erasmo Santa Bárbara, explica o coordenador do Bloco, Cláudio Caducha. A festa terá início às 15hs e como atrações haverá a apresentação da dupla Charlene Matos e Gavião das Teclas e da Banda de Frevo “Amigos Para Sempre”.

O Sedutores de Ilha tem o intuito de homenagear os antigos carnavais do município, mantendo viva a tradição do carnaval de rua. “Por isso, o bloco é animado exclusivamente com o frevo, da mesma forma que fazemos o resgate das ciganinhas e das fantasias”, explicou. “É um carnaval para as famílias de Barra dos Coqueiros. É um carnaval de frevo, de paz e de alegria. Faremos uma festa livre de violência pois contaremos com efetivo da polícia militar e segurança privada que fará revista nos foliões”, completou Caducha.

História do Bloco

O bloco resgata os antigos carnavais de rua da Barra dos Coqueiros, que tinham como seus expoentes os blocos “Ciganinhas”, que ia às ruas aos sábados de carnaval, e “Os Sedutores do Frevo”. Organizados Por Dona Cica e pelo saudoso Francisco Fagundes, o popular Galeão, duas figuras que desempenharam papel importante na cultura e na política da Barra dos Coqueiros, os blocos carnavalescos atingiram o ápice nas décadas de 1960 e 1970. Com a morte de Dona Cica, na década de 1980, as agremiações carnavalescas perderam força e foram interrompidas.

Em 2005, o Bloco Sedutores da Ilha foi rearticulado por Roberto Calazans Costa, que ocupava o cargo de Diretor de Cultura de Barra dos Coqueiros, Cláudio Caducha, Sissinho Moura, então vice-prefeito, pelo então Secretário de Educação de Barra, Luiz Alberto e pela mestra Dona Yolanda do Samba de Coco. A partir da sua terceira edição após a rearticulação, o mandato parlamentar do vereador Cláudio Caducha assumiu, ao lado de voluntários, a coordenação do Bloco e hoje a festa é comandada pelo Instituto Dona Sula e com o auxílio de apoiadores que ajudam a financiar a iniciativa. “Com o passar do tempo, o bloco foi se consolidando e hoje é o maior bloco carnavalesco da Barra dos Coqueiros”, explica Cláudio.

Instituto Dona Sula

Fundado há cerca de três anos pelo neto da ilustre que carrega o nome da instituição, o Instituto Dona Sula é uma entidade sem fins lucrativos que atua no campo da preservação e do fortalecimento da cultura de Barra dos Coqueiros. O presidente da associação, Gledson Soares, explica que o principal objetivo do instituto é formular políticas públicas nas áreas de cultura, educação e geração de emprego e renda.

O nome do Instituo é uma homenagem a Maria São Pedro Lima da Silva, mais conhecida como Dona Sula. Religiosa, ela iniciou sua vida artística cantando no coral da Igreja de Santa Luzia. Foi ela que ajudou a organizar as primeiras quadrilhas juninas do município, fundou o grupo de reisado, samba-de-coco e pastoril em Barra dos Coqueiros, além de ter sido fundamental no processo de articulação do carnaval de rua do município

Parcerias e apoio Cultural

A 13ª edição do evento só poderá ser realizado por conta das parcerias firmadas: Gelo da Betânia, Markus Material de Construção, Nilza Modas, Alex Depósito de Bebidas, SINTSEP, Farmácia Boa Saúde, Rações e CIA, Lan House do Siri, Açaí Brasil, Auto Escola Dakar, Ex Deputado Federal Marcio Macedo e as contribuições dos amigos, sócios e diretoria do bloco.

Vereador Dalmo Braz pede implantação de coleta seletiva de lixo em Malhada dos Bois

O vereador Dalmo Braz - PV encaminhou a indicação solicitando a implantação de coleta seletiva de lixo na Cidade de Malhada dos Bois - Sergipe.

De acordo com a justificativa do vereador, o lixo é responsável por um dos mais graves problemas ambientais de nosso tempo. Seu volume é enorme e vem aumentando intensa e progressivamente, atingindo quantidades impressionantes. Na maior parte dos municípios brasileiros (cerca de 76% deles), o lixo é simplesmente jogado no solo, sem qualquer cuidado, formando os lixões, altamente prejudiciais à saúde pública. O lixo acumulado é potencialmente um transmissor de doenças por vias indiretas. Dentro desse quadro, a coleta seletiva de lixo aparece não como a solução final, mas como uma das possibilidades de redução do problema.

“Como sabemos, coleta seletiva de lixo é um processo que consiste na separação e recolhimento de tudo o que pode ser reaproveitado, enviando-se esse material para reciclagem. Desta forma, os materiais que podem ser reciclados são separados do lixo orgânico (restos de carne, frutas, verduras e outros alimentos). Este último tipo de lixo é descartado em aterros sanitários ou usado para a fabricação de adubos orgânicos. A coleta seletiva não só contribui para a redução da poluição causada pelo lixo, como também proporciona economia de recursos naturais – matérias-primas, água e Energia – e, em alguns casos, pode representar a obtenção de recursos, advindos da comercialização do material”, destacou Dalmo Braz do Partido Verde.

Para o vereador preservar o meio-ambiente e de suma importância para as gerações futuras e lembra que pilhas e baterias também são separadas, pois quando descartadas no meio ambiente provocam contaminação do solo. Embora não possam ser reutilizados, estes materiais ganham um destino apropriado para não gerarem a poluição do meio ambiente.

Pela extrema importância da indicação, o vereador tenha a certeza que vai contar com o apoio de todos os vereadores e pisteriomente com a execução da indicação por parte do Poder executivo municipal. 

"Este tipo de coleta é de extrema importância para o desenvolvimento sustentável do planeta”, defende Dalmo Braz

VEJA A INDICAÇÃO:












Assessoria de comunicação do vereador Dalmo Braz.

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

PROGRAMAÇÃO DO FESTIVAL BRASILEIRO DE RITMOS RASGADINHO 2018

PALCO PRINCIPAL_

*SEXTA-FEIRA – 09 DE FEVEREIRO*
18h – Orquestra Indomada
20h – Tonho Baixinho
22h – Xande de Pilares
00h _ Fernanda Abreu
02h – Jota Quest

*SÁBADO – 10 DE FEVEREIRO*
18h – Banda Água Viva
20h – Banda Água de Cheiro
22h – Silvério Pessoa
00h – Melanina Carioca
02h – Diogo Nogueira

*DOMINGO – 11 DE FEVEREIRO*
18h – Cortejo Burudanga (Espaço)
18h – Orquestra Cajuína
20h – Medeiros Orquestra
22h – Orquestra Geração do Frevo
00h – Karina Buhr
02h – Quinteto Violado

*SEGUNDA-FEIRA – 12 DE FEVEREIRO*
18h – Banda Sassaricando
20h – Banda Aruana
22h – Mariene de Castro
00h – Cidade Negra
02h – Monobloco

*TERÇA–FEIRA – 13 DE FEVEREIRO*
16h às 17h30 – Matinê com Karla Izabella
20h – Orquestra Big Banda Show
22h – Paralamas do Sucesso
00h – Baby do Brasil
02h – Orquestra Tempo de Frevo

*_PALCO DO FORRÓ_*

*SEXTA-FEIRA – 09 DE FEVEREIRO*
18h – Forró de Mala e Cuia
20h – Trio Asa Branca e Ararão do NE
22h – Três Mulekes
00h – Zé Tramela

*SÁBADO – 10 DE FEVEREIRO*
18h – Trio Voz de Ouro
20h – Trio Itapoã
22h – Erivaldo de Carira
00h – Mestrinho

*DOMINGO - 11 DE FEVEREIRO*
18h – Robson do Rojão
20h – Lourinho do Acordeon
22h – Sérgio Lucas
00h – Lucas Campelo e Trio Farrapapá

*SEGUNDA–FEIRA – 12 DE FEVEREIRO*
18h – Forró Ralacoxa
20h – Sena
22h – Sergival
00h – Thais Nogueira

*TERÇA-FEIRA – 13 DE FEVEREIRO*
18h – Forró Pé Quente
20h – Pavio do Forró
22h – Casaca de Couro
00h – Antônio Carlos Du Aracaju

*_PALCO ELETRÔNICO_*

*SEXTA-FEIRA – 09 DE FEVEREIRO*
DJ Grace Kelly (ALE)
DJ Lucio K (RJ)
DJ Vinícius Big John (SE)

*SÁBADO – 10 DE FEVEREIRO*
DJ Global Beats (SE)
DJ Lord Breu (BA)
DJ Furmiga Dub (PB)

*DOMINGO – 11 DE FEVEREIRO*
DJ Raiz (BA)
DJ Maga Bo (BR/UEA)
DJ Rafa Dias (BA)

*SEGUNDA-FEIRA – 12 DE FEVEREIRO*
DJ Kaska (SE)
DJ Incidental (PE)
DJ Chico Corrêia (PB)

*TERÇA–FEIRA – 13 DE FEVEREIRO*
DJ SANKOFA (GHANA/SSA)
DJ MC Viana (SE)
DJ Rafa Aragão (SE)

*_PALCO SAMBA, CHORO E MPB_*

*SEXTA-FEIRA – 09 DE FEVEREIRO*
18h – Silvina e os Boêmios (Choro)
20h – Ronise Ramos (MPB)
22h – Gugu Brasil (Samba)
00h – Wilma Araújo (Samba/AL)

*SÁBADO – 10 DE FEVEREIRO*
18h – Rafael Oliveira (MPB)
20h – Odir Caius (Choro)
22h – Grupo Semente (Samba/RJ)
00h – Samba de Moça Só (Samba)

*DOMINGO - 11 DE FEVEREIRO*
18h – Renovação do Choro
20h – Fábio Lima (MPB)
22h – Cajurioca (Samba)
00h – Isaac Borges (MPB)

*SEGUNDA–FEIRA – 12 DE FEVEREIRO*
18h – Thiago Ruas (MPB)
20h – Junior do Cavaco (Choro)
22h – Karla Izabella (MPB)
00h – Som de Preto (Samba)

*TERÇA-FEIRA – 13 DE FEVEREIRO*
18h – Fernando Crateus (MPB)
20h – Bruna Ribeiro (MPB)
22h – Mateus Silva (Samba)
00h – Moysés Marques (MPB)

*_TRIOS ELÉTRICOS_*

*SÁBADO – 10 DE FEVEREIRO*
Trio 01 - Karla Izabella
Trio 02 - Cajurioca
Trio 03 - Forró Baião da Penha

*DOMINGO - 11 DE FEVEREIRO*
Trio 01 - Melanina Carioca
Trio 02 - Balança Eu
Trio 03 - Samba de Moça Só

*SEGUNDA–FEIRA – 12 DE FEVEREIRO*
Trio 01 - Nonô Germano
Trio 02 – Estação da Luz
Trio 03 – Arimateia e Orquestra

*TERÇA-FEIRA – 13 DE FEVEREIRO*
Trio 01 – Maysa Reis
Trio 02 - Los Guaranis
Trio 03 – Mania de Ser

*Com informações da Ascom/Rasgadinho

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

PROMOTORA DE JUSTIÇA COMUNICA CANCELAMENTO DO CARNAVAL DO MUNICÍPIO DE BARRA DOS COQUEIROS


Em reunião realizada com a Dra Ana Paula Souza Viana, promotora da 1a Promotoria de Justiça de Barra dos Coqueiros, na sexta-feira (02), com representantes da Prefeitura, por meio das Secretarias de Assuntos Jurídicos, Saúde, Comunicação e Ouvidoria-geral e Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito.- SMTT; Blocos Carnavalescos; Moradores da Atalaia Nova; Coordenadores dos Agentes de Proteção da Comarca de Barra dos Coqueiros; além do Delegado da 11a Delegacia Metropolitana de Barra dos Coqueiros; o Comandante da 2a Companhia Independente da PM/SE , todos para tratar das festividades de Carnaval 2018 no município, deixando claro o cancelamento tanto da programação oficial, como do Arrastão que ocorreria na Atalaia Nova. 

Também cancelaram as suas comemorações, os representantes dos blocos Los Biriteiros e o Pereirão. 

O município não recebeu as informações dos blocos, como ocorre anualmente, e a PM/SE só recebeu as informações de dois blocos, de maneira que autorizou o policiamento extra para cobrir os eventos que ocorrerão nos dias 11(Os Bonitinhos), 12(Sedutores), 12 e 13(Já tô bom). 

Serão fiscalizados os limites dos equipamentos de som; aumentada a fiscalização à beira mar, com solicitação de apoio do Corpo dos Bombeiros e de 11 a 13 de fevereiro, serão disponibilizadas duas guarnições, com 08 homens, operando das 15 às 19h. 

Ficou acordado que, só será permitido o horário limite de até às 22h para às apresentações dos desfiles e não será permitidos menores de 18 anos sem autorização prévia em mini trios e trios elétricos. 

A Administração Airton Martins deseja a todos um Carnaval de Paz Amor e Alegria.

Fonte: SECOM PMBC

domingo, 4 de fevereiro de 2018

É Possível Salvar uma Relação Caindo aos Pedaços?

Todo mundo conhece essa história. O início do relacionamento parece um mar de rosas: não vemos defeitos no outro, a rotina ainda não virou um problema e o futuro parece tranquilo e simples.

Bem, talvez não seja tão simples assim. É comum que os relacionamentos passem por momentos de crise, que podem ser profundas e beirar o rompimento. Se você está numa situação dessas, veja algumas dicas para retomar uma relação feliz.

1. Tentem o melhor

Quando o relacionamento está perto do fim, a paciência está curta e a pressão está grande. Então, não adianta forçar demais a barra. Vocês dois precisam se comprometer a dar o melhor de si – o que pode variar de um para o outro. Mas é preciso entender que cada um enfrenta o momento difícil de forma diferente e, certamente, também deseja o melhor para a relação.
2. Reduzam as críticas

Já recebemos críticas o tempo todo – no trabalho, de familiares, etc. Então, o relacionamento deve ser um espaço para ouvir menos críticas e mais elogios. Afinal, o motivo de vocês estarem juntos é a felicidade de ambos, certo? Se não for esse o motivo, vale reavaliar o relacionamento.
3. Lembrem-se dos motivos pelos quais se apaixonaram

Você se lembra de quando conheceu o seu parceiro? 
Do jeito que gostava da risada dele ou dos planos malucos pro futuro de vocês? Retomar um pouco dessa inocência faz parte desse processo de recuperação do relacionamento. Façam pequenas coisas no cotidiano que ajudem a retomar essa amor. Ir ao cinema, tomar um vinho em algum lugar especial ou mesmo passear de mãos dadas são ótimas opções.
4. Entendam que as pessoas mudam.

Sim, todo mundo muda. Geralmente, é pra melhor. Talvez vocês tenham se desencontrado um pouco nesse caminho, mas é sempre possível retomar o rumo. Tente perceber os aspectos nos quais o seu parceiro evoluiu e mostre esse seu lado também, assim vocês fomentam uma admiração mútua que talvez esteja um pouco perdida. É possível ajustar a rota.

5. Escutem e falem sem machucar o outro

Nesse momento, conversar é muito necessário. De uma forma clara, madura e honesta. Sem dúvida, com muito carinho. Afinal, o futuro de vocês dois está em jogo. Será que ainda faz sentido uma vida a dois? Os planos são muito diferentes? Onde pensam em estar daqui a 5 anos?
Pense sobre isso, escute o seu parceiro e invista mesmo nessa comunicação. Claro, sem elevar o tom de voz ou ofender ninguém.

6. Viajem mais
Sabe aquele lugar especial que vocês adoravam ir quando começaram a namorar? Voltem lá mais uma vez. Peçam o café na cama e façam tudo o que os empolgava naqueles dias. Sair da rotina pode ser um remédio e tanto na cura do seu relacionamento.

7. Conheçam-se novamente.

Com todas as mudanças no decorrer do tempo, desafios e correria no dia a dia, é normal que nos tornemos um pouco “desconhecidos”. Mas sempre é possível retomar o caminho quando há amor, afeto e desejo suficientes. Com as dicas acima e algum empenho, é possível que vocês voltem a ser um casal incrível e admirado.


Leia mais https://irresistivel.com.br/e-possivel-salvar-uma-relacao-caindo-aos-pedacos/#6CzO8jmCDX8s6JH2.99

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

NOTA DE REPÚDIO DO SINDICATO DOS RADIALISTAS DE SERGIPE

BEER HOUSE: DIA 02/02 NOITE DOS ANIVERSARIANTES. NÃO PERCA!

POLITICA SERGIPANA: Balaio de gato com cachorro dentro e muitos ratos com medo





O Apocalipse na política de Sergipe, uma mistura danada na politica Estadual no final do primeiro mês do ano (janeiro) para o inicio do segundo mês (fevereiro) de 2018. Faltando mais de 8 meses para as eleições de 2018 tudo que acontece em Aracaju ou em Brasilia é relacionado ao Deputado Federal André Moura, Líder do Presidente da República em Sergipe ou ao governador Jackson Barreto, começando pela aprovação da Reforma Trabalhista, quando alguns deputados federais Sergipanos votaram pela aprovação  da Reforma, dando a Vitória a O Lider André Moura (PSC). Imediatamente O PCdoB, que é liderado no Estado de Sergipe, pelo Prefeito Edvaldo Nogueira, se rendeu aos caprichos do arqui rival André Moura, que faz parte do Grupo liderado pelo Senador Eduardo Amorim. 

Com a execução  de algumas manobras, nunca vistas no estado de Sergipe, André Moura, conseguiu entrar no coração dos Comunistas através das viabilizações de grandes recursos financeiros para execuções de obras importantes para Aracaju e para o Governo de Sergipe.

Antigamente esses mesmos políticos viviam como gatos e ratos, e os cachorros só  ficavam prestando atenção. E atualmente tudo mudou, só se vê   Jackson e Edvaldo Nogueira, abraçando e elogiando o Deputado André Moura, e o Senador Valadares (ex-aliado do Governador) e o Senador Eduardo Amorim (PSDB), parecem dois cães de guardas, observando as peripécias do grande Líder do Governo Federal, André  Moura (PSC), em cima dos pobres pedintes ligados ao Governo de Sergipe. 

Os petistas os Helenistas e outros lideres politicos ligados ao Governador Jackson Barreto (PMDB), Ficam como cachorros viralatas,  com purgas atrás das orelhas.

O Eleitorado Sergipano fica sem entender nada, para o eleitor consciente a política sergipana virou um balaio de gato com um cachorro dentro e com alguns ratos esperando as migalhas, se sobrar.  

Será que desta vez o povo Sergipano vai acordar ou vai continuar com a corda no pescoço.

O que significa ter uma vida sexual ‘normal’?


Ninguém pode negar que a sexualidade humana é algo complicado. Além de existir uma variedade enorme de formas de prazer, nossas preferências também variam de um país para outro, de pessoa para pessoa e de um dia para o outro.

Por isso, definir o que é uma vida sexual “normal” é uma tarefa praticamente impossível. As possibilidades são tantas que uma só estatística não seria capaz de produzir um retrato fiel de como a maioria das pessoas se sente.

A BBC Future examinou as evidências e os números compilados por vários estudos científicos para ter uma ideia da amplitude do espectro sexual humano – do quanto realmente queremos fazer sexo ao que de fato acontece entre os lençóis.

É claro que muitas pesquisas sobre comportamento sexual não são muito confiáveis, já que falar de sexo ainda é um tabu. Muitos participantes não revelam a verdade ou podem exagerar nas respostas para se exibir. Mas os números abaixo podem dar um panorama sobre a vida sexual no século 21.

O quanto queremos fazer sexo?

Já se sabe que é muito difícil quantificar orientações sexuais: estimativas sobre o número de homossexuais nos Estados Unidos, por exemplo, variam de 1% a 15% dependendo de quem for indagado, como a pergunta for feita ou se falamos de atração, comportamento ou identidade sexual.

Ainda assim, algumas pesquisas recentes, realizadas em todo o mundo, sugerem que de 0,4% a 3% dos homens e mulheres têm uma ausência completa de desejo sexual (o que não quer dizer que elas nunca se relacionaram).

A exata prevalência da assexualidade é desconhecida, mas hoje há cada vez mais indivíduos com coragem de assumir que não sentem desejo sexual algum.

Fonte: Psychology and Sexuality

Com quem fazemos sexo?

Temos uma noção equivocada de que a maioria dos casos de relações sexuais casuais envolve pessoas que acabamos de conhecer. Na realidade, o sexo ocorre em vários tons de informalidade, e, ao menos nos Estados Unidos, o “ficar” com alguém desconhecido é algo raro, conforme mostra uma pesquisa recente da Universidade de Indiana: 53% dos entrevistados reportaram ter relações com seus próprios parceiros de longa data; 24% com “ficantes”; 12% com “amigos”; 9% com alguém que se acaba de conhecer e 2% com garotos e garotas de programa.

Apesar de a estatística ser ligeiramente diferente no caso de adolescentes e jovens de 20 a 30 anos, os números em geral não mudam muito em relação a pessoas com até 60 anos de idade.

Em outras palavras, para quase 50% da população, sexo “é complicado”.
Fonte: Journal of Sexual Medicine

Com que frequência fazemos sexo?

De acordo com uma abrangente pesquisa sobre sexo realizada nos Estados Unidos com mais de 50 mil entrevistados com mais de 18 anos, a maior parte das pessoas (40%) faz sexo de uma a três vezes por semana.

O segundo maior grupo (28%) é o daqueles que têm relações sexuais de uma a duas vezes por mês, enquanto 18% dos entrevistados disseram não ter feito sexo no ano inteiro anterior à pesquisa.

Apesar de a frequência cair com a idade, ela não é tão baixa quanto se imagina. Uma pesquisa feita com cidadãos idosos (com 70 anos, em média), e publicada em dezembro por estudiosos das Universidades de Chicago e de Toronto, indica que pelo menos 50% deles faz sexo mais de duas vezes por mês. Outros 11% disseram ter relações regularmente toda semana.
Fontes: Social Indicators Research e Archives of Sexual Behaviour

Como fazemos sexo?

Outra pesquisa realizada nos Estados Unidos, com dois mil voluntários de 18 a 59 anos, perguntou que tipo de penetração eles experimentaram na última vez em que fizeram sexo.

A penetração vaginal foi a preferência de 86% das mulheres e de 80% dos homens. Dentre os entrevistados, 67% das mulheres e 80% dos homens disseram ter feito sexo oral, enquanto o sexo anal foi praticado por 3,5% das mulheres e 9% dos homens.

Fonte: The Journal of Sexual Medicine

Quanto tempo dura o ato sexual?

Segundo uma pesquisa online realizada no Canadá e nos Estados Unidos, apesar de mulheres homossexuais relatarem fazer sexo menos frequentemente que homens gays ou casais heterossexuais, pode-se tratar aqui de um caso de “menos é mais”.

Elas relatam que suas relações duram de 30 a 45 minutos, enquanto casais heterossexuais ou de homens homossexuais reportam que o sexo dura de 15 a 30 minutos.
Fonte: Canadian Journal of Human Sexuality

Quantos de nós já fingiu o orgasmo?

O senso comum é de que apenas as mulheres conseguem fingir a chegada ao clímax, mas um estudo da Universidade do Kansas revelou que um número relativamente alto de homens – 1 em cada 4 – simula o orgasmo em algum momento das atividades sexuais, enquanto metade das mulheres confessa fazer isso.

Como é de se imaginar, o principal motivo para a simulação é simplesmente para não magoar seus parceiros. O curioso é que, apesar de assumirem seu próprio fingimento, apenas 20% dos homens acreditam que suas parceiras fariam o mesmo.

Fonte: Journal of Sex Research**TEXTO ORIGINAL DE BBC

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

GIVALDO SILVA RECEBE MUITOS APOIOS E SUA PRÉ-CANDIDATURA A DEPUTADO FEDERAL CRESCE NO ESTADO DE SERGIPE.



SOAMARINO, (EX-militar da Marinha do Brasil), ex-vereador da Barra dos Coqueiros, ex-secretario de esporte, www.smelpmbc.blogspot.com , ex-diretor geral da Câmara Municipal de Barra dos Coqueiros, fundador do Sindicato dos Metarlugicos do Estado de SERGIPE, Mecânico Geral, Fundador da Liga de Quadrilhas Juninas do Estado de SERGIPE, (marcador de quadrilha junina), Contabilista, Radialista e Bloqueiro, Givaldo Silva, tem percorrido as cidades de Sergipe, recebendo diversos apoios à sua pré-candidatura a deputado federal. Representantes sindicais, vereadores, lideranças esportivas, culturais, lideranças políticas de diversos municípios do estado de Sergipe, já declararam apoio a pré candidatura de Givaldo Silva do PV. Através das redes sociais as declarações de apoio a Givaldo Silva, só tem crescido, Pricipalmente das Lideranças esportivas que conhecem o trabalho realizado por Givaldo Silva, quando foi Secretário Municipal de Esporte e Lazer, www.smelpmbc.blogspot.com. VEJA E CONFIRA!

O PV vive um excelente momento, e a candidatura de Givaldo Silva, vem criando condições reais de eleger um deputado federal. A Câmara Federal Precisa de alguém com a sua envergadura para defender os interesses devotados os sergipanos e do Brasil. 

O Presidente Estadual do Partido Verde e pre-candidato ao Senado Federal, Reinaldo Nunes, acredita que o partido deve eleger em outubro um deputado federal e dois estaduais. “O PV tem se mantido distante dessa confusão política que passa o Brasil. Temos uma pré-candidata à presidência da República, Marina Silva da REDE e ao Governo do Estado de SERGIPE, temos Dr. Emerson, que não estão envolvidos nestes escândalos, e isso vai representar um crescimento do partido nas urnas na eleição de outubro”, adianta Givaldo Silva.

Projeto altera CLT e permite a contratação de trabalhador para múltiplas funções

Está em análise na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) projeto que modifica a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) para permitir a contratação de um trabalhador para múltiplas funções, ao lado da já regulamentada contratação por especificidade ou predominância de função. A proposta (PLS 190/2016) foi apresentada por Douglas Cintra (PTB-PE), quando do exercício do mandato como suplente […] O post Projeto altera CLT e permite a contratação de trabalhador para múltiplas funções apareceu primeiro em Jornal Contábil. https://www.jornalcontabil.com.br/projeto-altera-clt-e-permite-contratacao-de-trabalhador-para-multiplas-funcoes/

Atenção, jovens: agora a adolescência dura até os 24 anos

Segundo a ciência, está terminada a época em que aos 20 já se é adulto
A adolescência é a fase da vida humana que vai da infância à idade adulta e, até agora, essa fase fixava-se, em média, entre os 12 e os 19 anos, porém, um recente estudo revela que se é adolescente… até os 24 anos, diz a BBC.

A conclusão, publicada na revista "The Lancet Child & Adolescent Health", é de um conjunto de cientistas australianos e suecos que destaca a maior “infantilidade” dos jovens dos dias de hoje, infantilidade essa que pode ser justificada pela entrada tardia no mercado de trabalho, pela saída tardia de casa dos pais e pelo matrimônio, também, cada vez mais.

Mas, se por um lado, os jovens são 'infantis' até mais tarde, entrando apenas na vida adulta quando já têm 24 anos, a puberdade, por seu turno, é cada vez mais precoce. Segundo a BBC, os cientistas notaram que os jovens de hoje entram na puberdade – momento em que a pessoa adquire maturidade sexual e se torna apta para procriar – quatro anos mais cedo do que o suposto. Por causa dos tempos modernos e da alimentação que se faz nos dias de hoje, a puberdade chega quando ainda têm 10 anos.

SEGURANÇA PÚBLICA: O QUE É RESPONSABILIDADE DO MUNICÍPIO?



Em pesquisa da CNI/Ibope de 2014, 31% dos entrevistados elencaram a segurança como a segunda área que deveria ser de maior prioridade do governo, ficando atrás apenas da saúde (48%). Nas eleições, muitos candidatos apostam em pautas da segurança pública para conquistar o voto do eleitor. Já vimos que não é incomum que candidatos façam promessas em áreas que não são competências dos cargos que disputam. Afinal, o que os candidatos das eleições municipais podem realmente fazer pela nossa segurança? Confira.

QUEM É RESPONSÁVEL PELA SEGURANÇA PÚBLICA?
De acordo com o artigo 144 da Constituição Federal, a segurança pública é dever do Estado brasileiro, direito e responsabilidade de todos. Ou seja, é uma responsabilidade compartilhada entre os governos federal, estadual e municipal. Ela é exercida para a proteção das pessoas e do patrimônio, bem como a preservação da ordem pública. Tais ações se dão através das diversas polícias, como a rodoviária federal, a polícia civil, a polícia militar e também o corpo de bombeiros.

Sendo a segurança pública uma responsabilidade de todos, cada esfera do governo tem o compromisso de realizar investimentos para melhorar esta área. Veja o que cada uma dessas esferas pode fazer:

Governo Federal
O governo federal é responsável por executar o policiamento das fronteiras e combater o tráfico internacional e interestadual de drogas. É também a União quem realiza o patrulhamento das rodovias federais. 

Governos Estaduais
Os governos estaduais e do Distrito Federal são responsáveis pelo policiamento ostensivo, aquele que produz na população uma percepção de segurança. Cabe aos estados a manutenção e organização das polícias Militar e Civil, assim como dos outros órgãos que investigam os crimes comuns.

agenda-municipal-prefeitura
Governos Municipais
Por sua vez, o governo municipal pode desenvolver ações de prevenção à violência, por meio da instalação dos equipamentos públicos, como iluminação e câmeras. Além disso, também pode criar guardas municipais para a proteção de bens, serviços e instalações. Uma boa manutenção da cidade contribui para a inibição da criminalidade. Quando a administração municipal investe em iluminação e em uma boa pavimentação das ruas, por exemplo, tem-se uma diminuição na ocorrência de assaltos.

É preciso lembrar que a segurança pública faz parte da organização administrativa. Por isso, a gestão em cada esfera política é responsabilidade dos chefes do executivo, ou seja, do Presidente, dos governadores e dos prefeitos.

MAS COMO O MUNICÍPIO PODE INVESTIR EM SEGURANÇA?
Como explica Ludmila Ribeiro, antes de implementar ações para melhorar a segurança da cidade, o governo municipal deve compreender como funciona a dinâmica da criminalidade em seu município. Assim, cada município deve realizar um diagnóstico da situação em que se encontra a segurança pública. Afinal, para resolver um problema é preciso primeiro conhecê-lo.

Logo que o diagnóstico for realizado e a gestão municipal tiver um bom conhecimento dos problemas de segurança da cidade, cabe a estes gestores a elaboração de um Plano Municipal de Segurança Pública, cujas ações podem ser executadas por uma Secretaria Municipal de Segurança Pública. Com a criação dessas instâncias, o município pode planejar, implementar, monitorar e avaliar projetos que tenham o objetivo de prevenir o crime e reduzir o sentimento de insegurança dos seus cidadãos.

Além disso, o município pode criar uma Guarda Municipal, que tem como principal função proteger o patrimônio público da cidade. Mas desde a aprovação da lei nº 13.022/2014 às atribuições da Guarda Municipal passaram a ir muito além do que simplesmente proteger o patrimônio público.

Em algumas cidades, a guarda municipal orienta o trânsito, faz patrulhamento em áreas comerciais e rondas nas escolas, além de reforçar o trabalho da polícia. A presença da Guarda Municipal tende a evitar a ocorrência de crimes, contribuindo para que os moradores se sintam mais seguros.

MUNICÍPIO DEVE ATUAR NA PREVENÇÃO
policia-seguranca-publica
Para combater a criminalidade, os governos podem fazer mais do que simplesmente investir em ações repressivas. Hoje, ela também pode ser contida através da prevenção e da cidadania. Para isso, a prefeitura pode desenvolver políticas de prevenção ao crime que tenham como público alvo, principalmente, as crianças e os adolescentes. Algumas destas ações podem ser:

programas de educação nas escolas, que trabalhem na elaboração de medidas que visem a redução das ações violentas;

a criação de programas de profissionalização e lazer, com o objetivo de ocupar os jovens no período extraclasse evitando, dessa forma, o seu envolvimento com atividades ilícitas;

programas direcionados aos menores infratores para diminuir a chance de eles cometerem um novo crime.

SOCIEDADE CIVIL TAMBÉM DEVE PARTICIPAR

Outra forma de o município melhorar a segurança é envolvendo a sociedade civil na discussão dos problemas. Afinal, quem melhor para discutir a segurança pública do que quem é mais influenciado por ela? Para isso, o município pode seguir dois caminhos:

1) Os Conselhos Comunitários de Segurança Pública (Consep’s)

Estes conselhos são canais de comunicação entre a população e as agências responsáveis pela segurança pública no âmbito local. É através deles que a população pode discutir com as autoridades os problemas que mais causam insegurança no seu bairro ou cidade.

No Consep, os gestores das organizações policiais devem ouvir as questões apresentadas, adotar as providências necessárias para a solução dentro da sua esfera de competência ou encaminhar a quem possa resolvê-las, além de apresentar os resultados das ações.

A principal vantagem dos conselhos é conhecer os problemas de cada localidade pela ótica dos moradores. O diagnóstico dos problemas, com mais precisão e construído por moradores e gestores, permite um melhor desenvolvimento de ações voltadas para o controle da violência e da criminalidade.

2) Fóruns Municipais de Segurança Pública

Os Fóruns Municipais também atuam como um canal de comunicação entre a população e agências responsáveis pela segurança. Nele, são analisadas e discutidas estratégias de atuação em determinada região. O principal objetivo do fórum é a construção de uma política municipal preventiva na segurança pública.

Nas discussões, são identificadas as demandas da população, métodos de ações preventivas e resultados pretendidos. Essa ação participativa legitima a tomada de decisão e orienta a adoção de medidas que realmente atendam ao interesse público.

3) Os Gabinetes de Gestão Integrada (GGIM)

São instâncias que viabilizam o desenvolvimento de ações de prevenção e repressão ao crime de forma integrada entre as polícias, o Judiciário, o Ministério Público, o sistema de cumprimento de penas privativas de liberdade e medidas sócio-educativas.

Juntos, estes órgãos discutem a dinâmica da criminalidade, elaboram um plano de ação integrado, reformulam novas estratégias, entre outros. Previstos pela lei 11.707 de 2008, estes gabinetes são um instrumento para apoiar municípios na gestão do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci).

Em sua estrutura, os GGIMs contam com um Observatório de Segurança Pública que, em parceria com centros de ensino, elabora os melhores mecanismos para enfrentar os problemas de segurança pública da cidade; a central de videomonitoramento, que monitora os principais pontos da cidade e mapeia as zonas de violência; a central de teleatendimento, por onde a comunidade pode realizar denúncias anônimas através do disque-denúncia; e por último, um espaço multidisciplinar de prevenção, responsável pela criação de programas de prevenção e combate ao crime.

Todas estas iniciativas podem ser criadas pelo seu município para melhorar a segurança da sua cidade. Descubra se a sua cidade já possui estas instâncias e lembre-se, você pode participar diretamente de algumas delas. Se a sua cidade ainda não criou estas iniciativas, cobre dos candidatos nesta eleição. Um bom prefeito se preocupa com a redução do crime, o aumento da sensação de segurança e, por consequência, a melhoria da qualidade de vida na localidade.

Fonte: Ludmila Ribeiro – Carta Capital

sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

VEREADOR FONTES JÚNIOR PROTOCOLA NOVOS PROJETOS DURANTE RECESSO PARLAMENTAR

Na última quarta-feira, *24* de janeiro, o vereador *João Fontes Júnior (PV)* foi à Câmara Municipal de Boquim protocolar o *projeto de lei de n° 02* que _"dispõe sobre a cassação do alvará de funcionamento de empresas e postos  estabelecidos no município que revenderem combustíveis adulterados"_. Considera-se adulterado, segundo o projeto, o combustível que sofra alteração quanto ao padrão de qualidade, evidenciada em laudo pericial emitido pela Agência Nacional de Petróleo (ANP) ou entidade por essa credenciada ou com ela conveniada para esse fim.

O edil também protocolou o *projeto de lei de n°03* que _"autoriza o chefe do Poder Executivo e Legislativo Municipal a conceder 01 (um) dia de folga remunerada aos servidores públicos municipais (efetivos, comissionados, contratados e estagiários) na data de seu respectivo aniversário"_. De acordo com o projeto, se a data natalícia coincidir com pontos facultativos ou finais de semanas, o aniversariante terá direito de gozar da folga no próximo dia útil.

_Os parlamentares estão de recesso e só retomam suas atividades legislativas no dia *15* de fevereiro, entretanto podem ser convocados para Sessões Extraordinárias no transcorrer do recesso._

*ASCOM/JF*

#VereadorAtuante
#AtuantePorNatureza

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=1785380861760099&id=1538252746472913

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Sexo tântrico não é só para os iniciados: veja dicas para incorporar na sua vida a dois

Foto: Lauro Alves
Foto: Lauro Alves
Camila Maccari, especial
Muita gente associa sexo tântrico a maratonas intermináveis. Algo só para iniciados, que leva horas e não caberia de jeito nenhum na rotina corrida nossa de todo dia. Mas não é bem assim. Apesar de a pressa não ter lugar nesse tipo de relação, o que a caracteriza mesmo é a busca por aumentar a conexão e a intimidade entre o casal.
– A base do sexo tântrico é o tantra, uma maneira de se relacionar com o mundo. No tantra o corpo é sagrado, é um instrumento para transcendência. Para chegar ao sexo tântrico, é preciso se conectar pelo olhar, pelo cheiro, pela sensibilidade – explica a escritora Carol Teixeira, que escreve sobre sexo há mais de 10 anos e, depois de passar pela capacitação para terapeutas tântricos, agora ministra cursos e palestras sobre o assunto.
A diferença, em resumo, está no durante. Tanto que, como destaca a terapeuta tântrica Lua Menezes, é preciso ficar claro logo de início que o sexo tântrico não segue uma receita simples que termina sempre em orgasmo:
É importante tirar um pouco o foco do orgasmo e focar na experiência como um todo, capaz de libertar de muitos tabus e traumas. O Tantra é uma grande viagem sensorial, uma viagem de autoconhecimento, a pessoa acaba descobrindo sensações que ela nunca imaginou, e sentindo prazeres até então desconhecidos. O orgasmo não é o objetivo, mas a consequência.
Mesmo assim, há uma justificativa para os orgasmos poderosos alardeados pelos adeptos da prática.
– No sexo ocidental, prestamos muita atenção à performance e a coisas desnecessárias, como beleza, medo de ejaculação precoce, medo de não agradar. Tudo isso desvia nossa atenção e impede que a gente acesse o corpo em sua totalidade. No sexo tântrico, isso não acontece. Você está presente em todos os momentos do ato – diz a terapeuta tântrica Paula Fernanda.

E aí, ficou curiosa? Então, confira as dicas para experimentar o sexo tântrico.
13317601-ALAUR7427.JPG-11_12_2017-11.22.38
NA PRÁTICA
Confira o passo a passo do sexo tântrico:
RESPIRE EM SINTONIA
Esta é a chave para maioria das técnicas de meditação: ajuda a silenciar a mente e a expandir a sensibilidade do corpo. E também para o sexo tântrico. Respirar junto durante o ato sexual faz com que o casal se sinta ainda mais ligado e íntimo, além de ampliar a capacidade física de sentir, destaca Lua Menezes.

MEXA SEU CORPO
Paula Fernanda afirma que muitas pessoas ficam congeladas durante o sexo, censurando os movimentos corporais. E, quanto menos você se mexe, menos o corpo sente.
_ Quando o movimento parte da área pélvica, o corpo todo se conecta com as genitais e com o prazer. Por isso, solte o seu corpo e sinta a energia que vem do momento e do corpo do seu parceiro ou parceira.

FALE E ESCUTE
O som é uma das formas de explorar o potencial do prazer porque, explica Paula, acalma o coração e as ondas cerebrais e ativa a energia sexual. Mesmo que timidamente no começo, não tenha medo de colocar para fora o que está sentindo.

EXPLORE O CORPO INTEIRO
Livre-se daquele conhecimento prévio de que determinados lugares são os mais importantes na hora de dar e receber prazer:
– Não existem zonas erógenas, o corpo inteiro é erógeno. É muito limitante ficar sempre estimulando os mesmo lugares – afirma Lua.
Paula propõe um exercício para o casal, chamado de meditação da carícia. Primeiro, um toca suavemente o corpo inteiro do parceiro, e quem recebe mantém o foco nas sensações. Depois, é a vez do outro.
– Isso ajuda a se conectar com o aqui e agora e a aprender que o corpo todo merece e sabe receber atenção e amor – afirma.

OLHOS NOS OLHOS
As terapeutas afirmam que olhar nos olhos de seu par é umas das formas mais potentes de se conectar. Carol Teixeira sugere outro exercício:
– Experimente olhar nos olhos do outro por 10 minutos antes do sexo. Sentem-se frente a frente e simplesmente fiquem se olhando nos olhos. Isso acessa um lugar profundo, acessa a vulnerabilidade do outro.

NÃO TENHA PRESSA
Lembre-se que no tantra você não tem um objetivo definido.
– É tudo tão profundo e prazeroso que o orgasmo deixa de ser o principal. Tire o foco da penetração como se tudo que viesse antes fosse apenas um preâmbulo menos importante – explica Carol.
Sem aquela ansiedade pelo final do sexo, você fica disponível para explorar a relação.
– Curta o corpo, se dê tempo, pelo menos umas duas horas de carícias, fale o que você gosta e quer sem esperar que o outro adivinhe – sugere Paula.
Sobre o tempo: não precisa durar hooooras, mas reserve pelo menos uma a duas.

CONHEÇA VOCÊ MESMA
Quanto mais você conhecer o seu corpo e souber do que gosta, mais chances vai ter de sentir prazer com um parceiro ou uma parceira.
– A masturbação consciente é um exercício importante para despertar essa consciência. Quando a gente aprende a se tocar de formas diferentes e mantém a atenção ao que nosso próprio toque nos causa, mais aprendemos sobre nós mesmas e mais temos a compartilhar – afirma Paula.