abn

terça-feira, 29 de novembro de 2016

5 erros que as mulheres cometem quando tomam a pílula

© Fornecido por New adVentures, Lda.
A pílula é um método contraceptivo composto por hormônios. Este pequeno comprimido – que geralmente é tomado ao longo de 21 dias consecutivos, seguindo-se, depois, uma pausa de sete dias – tem como objetivo prevenir a gravidez indesejada e regular os hormônios.

Com uma taxa de eficácia de cerca de 99%, a pílula é ingerida por milhões de mulheres em todo o mundo, contudo, muitas continuam não dando a devida importância a este pequeno remédio e às ‘regras’ de uso que lhe são associadas.

Segundo a revista Self, as mulheres ainda cometem muitos erros quando tomam a pílula. Um deles diz respeito à hora em que é tomada a pílula, que deve ser idêntica todos os dias e adequada ao estilo de vida de cada mulher.

Não saber o que fazer quando se esquece de tomar a pílula é também um erro comum, que se torna ainda mais grave quando se joga fora a bula do remédio. Segundo o ginecologista Antonio Pizarro, quando o comprimido não é tomado na hora certa, a mulher pode tomá-lo assim que se lembrar e depois seguir com o restante da cartela normalmente (respeitando sempre o horário) - caso o esquecimento tenha passado as horas indicadas na bula, a mulher deve usar métodos contraceptivos adicionais, como o preservativo. Caso se lembre de tomar só no dia seguinte, o recomendado é que tome duas de uma vez (a esquecida e a do dia).

Também errada, mas comum, é a ideia de que tomar a pílula durante semanas consecutivas faz mal. Tal como explica o médico, a mulher pode querer tomar continuamente sem colocar a saúde em risco, contudo, e como cada caso é um caso, não está livre de ter complicações, sendo importante o acompanhamento de um médico ou ginecologista.

Não avisar o médico ou farmacêutico sobre o histórico de saúde antes de requisitar ou comprar a pílula é outro erro, que pode colocar a saúde em risco, uma vez que o remédio está associado a um aumento no risco de problemas cardiovasculares. Além disso, alguns remédios – para tratar de doenças ou condições clínicas mais graves – podem diminuir a eficácia da pílula.

Por fim, destaca o médico, é comum algumas mulheres pensarem que a pílula que tomam diariamente é suficiente para travar uma possível gravidez, acabando por confundi-la com a pílula do dia seguinte.

Fonte: http://www.msn.com/pt-br/saude/medicina/5-erros-que-as-mulheres-cometem-quando-tomam-a-p%C3%ADlula/ar-AAjdVxn?li=AAggXC1&ocid=mailsignout

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Tribunal divulga novos índices de transparência dos municípios sergipanos


Por não atenderem ao mínimo exigido pelas diretrizes da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA) no quesito transparência, os municípios de Canindé de São Francisco, Amparo de São Francisco, Arauá, Boquim, Macambira, Pedrinhas e Poço Verde já estão sujeitos à imediata suspensão de transferências voluntárias de recursos da União.

Esta é uma das conclusões da nova avaliação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) acerca dos Portais de Transparência de todos os municípios sergipanos. Divulgado pelo conselheiro-presidente Clóvis Barbosa no Pleno desta quinta-feira, 24, o trabalho foi elaborado pela Diretoria de Controle Externo de Obras e Serviços (Dceos).

Na avaliação são considerados critérios como a publicação de receitas e despesas, dados sobre licitações e contratos e também a divulgação da remuneração individualizada do agente público, entre outros.

Segundo consta no levantamento, o índice de transparência atual em Sergipe é de 5,7, enquanto na primeira avaliação do TCE/SE, realizada no mês de agosto, a média havia sido 3,0. Contribuíram para essa elevação os Termos de Ajustamento de Gestão (TAGs) firmados por 80% dos municípios se comprometendo a implantar ou melhorar seus Portais de Transparência.

Ainda sem cumprir o percentual mínimo de 50% dos itens de transparência, mas amparados pelos prazos que constam nos TAGs estão os seguintes municípios: Carira, Itaporanga, Monte Alegre, Nossa Senhora da Glória, Nossa Senhora de Lourdes, Pirambu, Ribeirópolis, Maruim, Santo Amaro das Brotas, Muribeca, Telha, Aquidabã, Brejo Grande, Canhoba, Cumbe, Itabi, Japaratuba, Santa Rosa de Lima, Santana de São Francisco, São Francisco, Pedra Mole, Pinhão e Porto da Folha.

Já entre os 14 municípios sergipanos que não celebraram TAG com o Tribunal, sete atendem a mais de 50% dos itens de transparência: Aracaju, Salgado, Itabaiana, Itabaianinha, Lagarto, Riachão do Dantas e São Domingos.

"Solicito o empenho de todos nessa reta final, para fechar o ano com todos os municípios sergipanos atendendo, no mínimno, a 50% dos itens de transparência", destacou o conselheiro-presidente, parabenizando os municípios que obtiveram nota acima de 9,0: Carmópolis (10), Divina Pastora (10), Estância (9,7), Feira Nova (9,7), Malhada dos Bois (9,7), Riachuelo (9,7), Barra dos Coqueiros (9,5), Campo do Brito (9,3),  Malhador (9,2), Nossa Senhora das Dores (9,2) e São Domingos (9,0).
Fonte:http://www.tce.se.gov.br/

FPM será creditado nesta quarta; parcela vem acrescida com recursos da repatriação


Será creditado na próxima quarta-feira, 30 de novembro, nas contas das prefeituras brasileiras, o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) referente ao 3º decêndio do mês de novembro. Ao montante, será acrescido os recursos da repatriação de ativos de brasileiros do exterior no presente ano.


O valor referente ao FPM a ser transferido será de R$ 1.777.014.308,05, já descontada a retenção do FUNDEB. Em valores brutos, isto é, incluindo a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), o montante é de R$ 2.221.267.885,06.

Comparando somente o valor do terceiro decêndio do mesmo com o mesmo mês do ano anterior, 2015, o presente decêndio teve um crescimento de 8,68% em termos nominais, ou seja, desconsiderados os efeitos da inflação. Quanto ao valor real dos repasses, levando em conta as consequências da inflação, o decêndio apresenta um pequeno crescimento de 1,76%.
Mais repatriação
Somando o terceiro decêndio com a o recurso da repatriação, o valor transferido será de R$ 11,414 bilhões, enquanto que no mesmo período do ano anterior o acumulado ficou em R$ 6,478 bilhões. Como pode ser visto na tabela abaixo, o valor da repatriação para novembro foi de R$ 4,683 bilhões.

No acumulado de 2016, o FPM soma nominalmente R$ 80,357 bilhões frente aos R$ 73,407 bilhões no mesmo período do ano anterior. Em termos nominais, o somatório dos repasses cresceu 9,47%.

Quando considerado os efeitos dos recursos da Repatriação, o efeito da inflação foi minimizado. O fundo acumulado em 2016 apresenta um leve crescimento de 0,18% do que o mesmo período do ano anterior.

Esse reforço da repatriação contribuiu para o fortalecimento do FPM ao longo do ano de 2016. Tal medida, que garantiu um reforço aos cofres municipais, se justifica pelo aumento do cerco internacional aos paraísos fiscais e à evasão de divisas e aos recentes acordos que o Brasil fez, com a Suíça por exemplo, para troca mútua de informações tributárias.

domingo, 27 de novembro de 2016

Mapa vai fazer recadastramento nacional de pescadores, diz Maggi


Ministro ouve reivindicações do setor pesqueiro em reunião em SC
O governo federal fará um recadastramento nacional dos pescadores, disse o ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento), nesta sexta-feira (25), ao participar de reunião sobre a situação do setor pesqueiro na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc). “Vamos manter no Registro Geral da Atividade Pesqueira quem realmente for pescador. Quem não for, será excluído.” Com a medida, o Ministério da Agricultura quer resolver uma das principais preocupações da cadeia produtiva no momento: a emissão de licença de pescador e de pesca para embarcações.

Durante o encontro, o ministro destacou a importância da atividade pesqueira para o agronegócio brasileiro. Segundo ele, o setor precisa de investimentos para se modernizar, o que vai torná-lo ainda mais competitivo. “A pesca é um dos setores que podem ajudar o Brasil a atingir a meta de ocupar pelo menos 10% do mercado mundial agropecuário nos próximos cinco anos. Por isso, estou aqui, ouvindo trabalhadores e empresários, para conhecer os problemas da cadeia produtiva, a fim de que o Mapa busque resolvê-los, facilitando a vida dos pescadores e da indústria da pesca.”

Maggi lembrou ainda que o Mapa lançou, em agosto deste ano, o Agro+, plano voltado à desburocratização e à simplificação das normas e de procedimentos internos. “A burocracia incomoda a quem produz, atrapalha muito. Precisamos saber quais são os problemas, onde estão e ver quais são as prioridades.” O Agro+, acrescentou, contribui para destravar as ações do ministério e agilizar as operações do setor produtivo.

O ministro assinalou também que a pesca tem muitas ações que envolvem os ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente. “A definição das espécies que podem ser pescadas e os períodos em que podem ser capturadas são questões que não dependem do Ministério da Agricultura. Mas a gente deve facilitar e criar as condições para que os pescadores possam trabalhar.”

A reunião com o setor pesqueiro catarinense foi proposta pelo deputado federal Esperidião Amin. Participaram do encontro representantes do governo do estado, do Fórum Parlamentar, parlamentares e diretores da Federação das Indústrias do Estado de SC, da Federação dos Pescadores, do Sindicato dos Armadores e das Indústrias da Pesca de Itajaí e da região e, ainda, do Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Pesca de Santa Catarina.

Movimento de Pescadores

Na quinta-feira (24), uma comissão do Ministério da Agricultura recebeu representantes do Movimento de Pescadores e Pescadoras Artesanais (MPP). Uma das principais reclamações foi sobre o funcionamento do Registro Geral da Atividade Pesqueira. Também pediram o fortalecimento das coordenações de Pesca do Mapa nos estados.

A comissão do Mapa informou que os problemas do registro dos pescadores e emissão de carteiras devem ser solucionados nos primeiros meses do ano que vem e prometeu entregar a pauta de reivindicações ao ministro Maggi. Como as reivindicações dependem de diferentes órgãos do governo, a equipe do Ministério da Agricultura propôs realizar uma reunião conjunta que envolva Ministério do Meio Ambiente, Ibama, Marinha, Casa Civil, INSS.

Mais informações à imprensa:
Coordenação-geral de Comunicação Social
imprensa@agricultura.gov.br

sábado, 26 de novembro de 2016

Mistério do orgasmo feminino é desvendado, dizem cientistas

Mistério do orgasmo feminino é desvendado, dizem cientistas
Por muito tempo, o orgasmo feminino esteve envolto em mistérios e foi questionado quanto a sua função, considerando o masculino, que é diretamente ligado à reprodução humana. 

Cientistas vêm em busca dos mistérios envolvidos no orgasmo feminino e agora um novo estudo realizado por cientistas da Universidade de Yale e do Hospital Infantil de Cincinnati nos EUA, sugere que o orgasmo feminino é um vestígio de nosso passado evolutivo, quando as fortes descargas de hormônios como prolactina e oxitocina que acompanham o clímax eram necessárias para a mulher ovular. "Sugerimos que o homólogo do orgasmo humano é um reflexo que, ancestralmente, induziu a ovulação", diz a conclusão do estudo. 

Em mamíferos como gatos e coelhos, a forte descarga hormonal durante a relação sexual com o macho, é necessária para estimular a liberação de óvulos. "As fortes descargas hormonais caracterizam um dos aspectos do orgasmo feminino e assim seguimos a pista evolutiva dessa característica em diferentes espécies." diz Mihaela Pavlicev, do Hospital Infantil de Cincinnati e coautora do estudo publicado na revista JEZ, Molecular and Developmental Evolution em entrevista à BBC Brasil

BLACK FRIDAY: Gerentes do Bom Preço e Extra são presos

black fri
Gerentes das redes de lojas Hiper BompreçoArmazém ParaíbaEletroshopping e Extra foram presos em João Pessoa, nesta sexta-feira (25), pelos fiscais do Programa de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério Público da Paraíba (MP-Procon). Os lojistas foram autuados em flagrante pela prática de propaganda enganosa durante a  “Black Friday”. De acordo com o secretário do MP-Procon, Gualberto Bezerra, foi constatado um total desrespeito ao consumidor na Capital.
“Infelizmente, tivemos que fazer a detenção do gerente do Hiper Bompreço, da BR 230; do Armazém Paraíba, do Centro da capital; do Eletroshopping do Manaíra Shopping e agora da loja do Extra, da Avenida Epitácio Pessoa”, informou Gualberto Bezerra, ressaltando que os fiscais do órgão detectaram cartazes de ontem (quinta-feira), com preços menores do que os anunciados nesta sexta-feira, dentro de fogões e geladeiras da loja do Eletroshopping.
“Isso é revoltante. Um desrespeito total e absoluto a dignidade do consumidor”, destacou o secretário do MP-Procon, acrescentando que os gerentes presos durante essa operação de fiscalização estão sendo conduzidos para a Central de Flagrantes da Polícia Civil e que o trabalho de fiscalização em João Pessoa continua. “A Lei está aí para ser cumprida”, alertou ele.
Fiscalização – As lojas físicas localizadas em João Pessoa estão sendo alvo de fiscalização do MP-Procon durante a “Black Friday”. As fiscalizações começaram a ser feitas de forma simultânea por três equipes, desde o início da manhã. O trabalho conta com o apoio da Polícia Militar e da Polícia Civil da Paraíba e do Procon Municipal. Além das lojas físicas, também estão sendo fiscalizadas lojas virtuais que participam da promoção.
Fonte: http://www.robsonpiresxerife.com/notas/black-friday-gerentes-do-bom-preco-e-extra-sao-presos/

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Senado aprova projeto que aumenta pena para motoristas embriagados.





O plenário do Senado aprovou hoje (24) um projeto de lei que modifica o Código de Trânsito Brasileiro para aumentar as penas de motoristas bêbados ou drogados que provocarem mortes no trânsito. O texto, que era originário da Câmara, foi alterado pelos senadores e volta agora para última análise dos deputados.

O projeto “aumenta a pena privativa de liberdade do crime de homicídio culposo na direção de veículo automotor, quando o agente estiver com a capacidade psicomotora alterada em razão da influência do álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência”, para cinco a oito anos de reclusão.

Atualmente a pena prevista é de dois a quatro anos e o relatório do senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) mantinha o projeto original com pena mínima de quatro anos, mas foi alterado por emenda do senador Antônio Anastasia (PSDB-MG). O objetivo do senador mineiro era evitar que a pena mínima permitisse que o motorista condenado não chegasse a cumprir pena em regime fechado.

Fonte: http://blogdoeuripedesdias.blogspot.com.br/2016/11/senado-aprova-projeto-que-aumenta-pena.html

APESAR DA FALTA DE SEGURANÇA, PARABÉNS BARRA DOS COQUEIROS! 63 ANOS EMANCIPAÇÃO POLÍTICA.

COM 63 ANOS, SEM SEGURANÇA, SEM ESPORTE, SEM CULTURA, EMPREGO PARA OS JOVENS E COM MUITAS EXPLORAÇÕES E DESTRUIÇÕES AMBIENTAIS. QUAL O PECADO QUE O POVO COMETEU PARA MERECER TANTO CASTIGO?


O aniversário de uma cidade é muito mais do que um marco na vida de cada cidadão, é sim, uma página que viramos para conquistar novos sonhos, novas realizações e continuar reescrevendo a história; aniversários são anos que refletem a permanência de algo que dura. Por isso com orgulho comemoramos o aniversário de nosso Município e, sinceramente, quem merece ser parabenizado é o povo BARRACOQUEIRENSE.

Barra dos Coqueiros, cidade de povo ordeiro e trabalhador que tem a esperança de se abrir ao desenvolvimento com expectativa de atingir grandes vitórias. Compete a nós, continuar lutando para alcançar a transformação do nosso Município e os objetivos do nosso povo, assegurando a toda a comunidade, os direitos de desfrutar: saúde, habitação, trabalho, segurança, esporte, cultura,  lazer e uma melhor qualidade de vida

Desejamos que cada munícipe seja um ponto de apoio nesta construção diária, com valores sólidos que ajudem a preparar as crianças e os jovens para esse processo contínuo de transformação. Semear ações e colher conquistas, buscando no presente o futuro! Desejamos que as conquistas da comunidade sejam sempre crescentes, demonstrando que somos nós quem fazemos o amanhã e que nossa perseverança é a luz que ilumina o caminho rumo a um país mais justo.

Portanto, o dia do aniversário de Barra dos Coqueiros é também o dia no aniversário de cada um de nós. É o dia de cada homem, cada mulher, cada criança. É o dia das pessoas de bem, honradas e guerreiras, que aqui vivem. Parabéns a todos que diariamente cumprem sua missão, contribuindo assim com o desenvolvimento do Município; buscando sempre novos projetos e aceitando o desafio de fazer mais e melhor; não perdendo de vista os anseios da comunidade."

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

WhatsApp libera chamada de vídeo a todos os usuários; veja como usar

Do UOL, em São Paulo
Reprodução
Após 20 dias testando o recurso, o WhatsApp decidiu liberar as videochamadas para todos os seus usuários --independentemente do sistema operacional usado. A iniciativa vem com um pouco de atraso em relação a outros aplicativos de mensagens, tais como o Skype e o próprio Messenger. 
"Dentro dos próximos dias, mais de um bilhão de usuários do WhatsApp poderão fazer chamadas de vídeo nas plataformas Android, iPhone e Windows Phone", relatou a empresa em seu blog. O que indica que a ferramenta será liberada gradativamente aos usuários. Fique de olho! 
UOL
O contato será visto na tela cheia do celular durante a videochamada
Para fazer as chamadas com vídeo, basta entrar na aba chamadas, ir em contatos (menu com o símbolo de um telefone e um +, no canto superior direito), selecionar o amigo com quem deseja conversar e apertar o ícone em formato de uma filmadora.
Durante a própria chamada, é possível alternar entre as câmeras frontal e traseira e silenciar a chamada. Parece que a interface de usuário varia ligeiramente no Android e no iPhone em termos de onde o vídeo picture-in-picture é exibido.
Vale lembrar que o recurso só funciona caso o contato também tenha instalado a nova versão do WhatsApp. Caso contrário, o usuário receberá a seguinte mensagem: "Chamada não completada. Não foi possível realizar a chamada. O usuário precisa atualizar o WhatsApp para receber chamadas de vídeo."

Teste

Durante os testes do UOL Tecnologia, as videochamadas se mostraram bastante instáveis. Na maioria das vezes, foi possível completar a chamada, mas a imagem acabava ficando congelada por problemas de conexão. Sem contar o delay --falta de sincronia entre o que é dito e o que é ouvido em uma ligação--, comum em chamadas pela internet.
Outro fator importante a se considerar é que o usuário deve ter em conta é que a videochamada consome dados do plano de internet móvel.
UOL
Se o usuário não tiver a versão beta do aplicativo, aparece a mensagem chamada não completada
"Nosso objetivo é de que este recurso esteja disponível indiscriminadamente para todos, e não somente para aquelas pessoas que podem comprar aparelhos mais caros ou que residam em um país com excelente serviço de cobertura de telefonia celular", destacou o WhatsApp, possivelmente ao fazer uma referência ao FaceTime (Apple). Mas, vale lembrar, que o Skype já é um app gratuito disponível a todos os sistemas operacionais que também oferece o mesmo recurso
Fonte: http://tecnologia.uol.com.br/noticias/redacao/2016/11/15/whatsapp-libera-chamada-de-video-a-todos-os-usuarios-veja-como-usar.htm

WhatsApp vai permitir que usuários assistam a vídeos sem baixá-los.


Foto: Justin Sullivan/Getty Images/AF


O WhatsApp começa a liberar a partir desta quarta-feira (23) uma nova atualização para o Android que permite aos usuários assistir a vídeos dentro da plataforma sem a necessidade de baixá-los.

Antes, era preciso obrigatoriamente fazer download do conteúdo para conseguir visualizá-lo. A partir de agora, para assistir a um vídeo recebido pelo aplicativo, não vai ser mais necessário acabar com a memória do seu celular ou mesmo com o seu pacote de dados.

O recurso é muito parecido com o que o Youtube e outros serviços de streaming já oferecem. 

Na Índia, segundo o site Mashable, os usuários do aplicativo já estão testando a novidade. Nos testes do UOL Tecnologia, o recurso ainda não tinha sido liberado nem na última versão de teste do WhatsApp (2.16.365).

Agora basta esperar para saber quando os brasileiros receberão a novidade. Procurada, a assessoria de imprensa do WhatsApp ainda não se manifestou.

A mudança chega uma semana depois de o aplicativo anunciar a liberação das videochamadas para todos os seus usuários –independentemente do sistema operacional usado.

UOL

Valor Econômico informa: prefeitos devem ir à Justiça por dinheiro da repatriação

Por orientação da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Municípios começam a entrar com ações judiciais para garantir direito a parte do dinheiro arrecadado com a repatriação de recursos mantidos irregularmente por brasileiros no exterior. Esse direcionamento foi passado, principalmente, aos prefeitos que entraram em contato com a entidade nesta quarta-feira, 23 de novembro. 

Os gestores locais aguardam receber recursos adicionais com da multa cobrada para repatriação de bens monetários. Ainda no final da noite desta quarta, o Senado Federal aprovou texto que prevê a partilha de 46% do valor arrecadado com a multa com Estados, Distrito Federal e Municípios, na segunda etapa do programa. Essa aprovação representa uma conquista municipalista, e a CNM vai continuar a acompanhando a tramitação do texto que foi para na Câmara dos Deputados.

Em entrevista ao jornal Valor Econômico, o presidente da Confederação, Paulo Ziulkoski, relatou os últimos acontecimentos envoltos na política, e a frustração dos gestores locais, por conta do menosprezo do Executivo com os entes municipais. A matéria Prefeitos devem ir à Justiça por dinheiro da repatriação, uma das chamadas da capa do Valor desta quinta-feira, 24 de novembro, sinaliza que “o quadro financeiro crítico de grande parte dos Municípios provocará uma avalanche de processos na Justiça para pleitear parte da arrecadação com a multa do programa de repatriação de recursos no exterior”. 

Ag. CNMEstratégia
Assim como Partido Socialista Brasileiro (PSB) protocolou Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) no Supremo Tribunal Federal, medida anteriormente adotada por alguns Estados, prefeitos de todo o país devem seguir a orientação da CNM e acionar a justiça para garantir o direito a verba. Os governos estaduais tiveram esse direito reconhecido depois de reunião com a presidência da República, e de assumir compromisso de apoiar algumas pautas do governo. 

“Enquanto os prefeitos se mostram ávidos por seu quinhão, para muitos Estados o dinheiro que entrará nos cofres não vai resolver o problema de caixa nem no curto prazo”, destacou a matéria publicada. O texto informa ainda que pelo acordo fechado na terça-feira, 22 de novembro, com o governo federal, eles deverão receber cerca de R$ 4 bilhões com a divisão do montante arrecadado com a multa, mas a partilha desses recursos é desigual, conforme os critérios de distribuição do Fundo de Participação dos Estados (FPE). “Os maiores beneficiados serão os governos do Nordeste, que vão ficar com pouco mais da metade do total”, sinaliza o Valor. 

Ag. CNMRepasse
O jornal informa ainda que os dois Estados com eminentes decretos de calamidade financeira, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, vão receber R$ 260 milhões, o que representa menos de 10% da folha mensal dos dois Estados. 

Em outro texto, Multa da repatriação leva Prefeituras à Justiça, Ziulkoski confiram que muitos Municípios já estão adotando a medida da judicialização. “A divisão dos recursos da multa da repatriação, ainda este ano, livraria efetivamente centenas de prefeitos de responder por crime de responsabilidade fiscal”, disse o presidente da entidade ai jornal. Para ele, a divisão das multas com os municípios torna-se uma questão de respeito à Federação depois que a União entrou em acordo com os governos estaduais para repassar parte da multa arrecadada. 

De novo
Ele lembrou que na renegociação da dívida os Municípios também não foram contemplados no acordo entre União e Estados. Na época, relou o líder municipalista, as Prefeituras também queriam negociar melhores condições para o pagamento dos débitos previdenciários com o Instituto Brasileiros de Seguridade Social (INSS), mas o assunto não prosperou. 

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), que esteve ontem em reunião com a presidente do STF, Cármen Lúcia, disse que pediu à ministra para que os Municípios também participem da divisão da multa. "Coloquei a preocupação da repatriação, todos os prefeitos têm me ligado para saber se as prefeituras foram incluídas nessa repatriação, coloquei para ela que é importante ver isso. A pressão dos prefeitos é muito grande. A justiça tem que ser feita, os Municípios também têm que participar."
fonte: http://carnaubanoticias.blogspot.com.br

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Transposição do Rio São Francisco é adiado para 2018, mesmo com 90% das obras finalizadas

Rio São Francisco tem 89,9% das obras finalizadas, mas início da operação é adiado para 2018
Faltam 10,1% para finalizar o projeto que garante o abastecimento regular para mais de 12 milhões de pessoas. (Foto: Primeira estação de bombeamento do Eixo Norte em Cabrobó-PE)
no Clube da Engenharia

A Agência Nacional de Águas (ANA) prorrogou até 26 de março de 2018 o início da operação do Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF). A mudança de prazo consta da Resolução nº 1.133/2016, publicada no Diário Oficial da União da última quarta-feira, 21 de setembro de 2016. É o terceiro adiamento do início de operação do projeto.

Até agora, o Projeto de Integração do Rio São Francisco alcançou 89,9% de execução física, considerando o avanço de obras civis, instalações eletromecânicas e ações ambientais. Do orçamento total de R$ 10,7 bilhões, 78,2%, ou R$ 8,371 bilhões, já foram gastos. Os dados são da edição de agosto do Sumário Executivo do Projeto, divulgado pela Secretaria de Infraestrutura Hídrica do Ministério da Integração Nacional.

Durante vistoria às obras, em junho deste ano, representantes do governo federal previram para dezembro a conclusão dos dois eixos do empreendimento – Norte e Leste. Com isso, a expectativa é de que os novos reservatórios estejam abastecidos no primeiro trimestre de 2017. Seria possível, neste caso, apoiar o abastecimento dos reservatórios de Orós e do Castanhão, com repercussão nas áreas com maior densidade populacional do Ceará.

Segundo informações da Agência Nacional de Águas, o Semiárido do Nordeste continua em situação crítica de disponibilidade hídrica. O nível dos reservatórios da região, em setembro deste ano, mostra nova queda de volume no Ceará, na Paraíba, em Pernambuco e no Rio Grande do Norte, em comparação a 2015. Mantida a economia pelos usuários, as regras definidas pela ANA devem ser suficientes para levar os estoques até abril de 2017, quando as águas da transposição do rio São Francisco já deverão abastecer as localidades beneficiadas pelo projeto.

Para o conselheiro do Clube de Engenharia Jorge Rios, a situação mais grave é a do Agreste pernambucano. “Embora o Eixo Leste da transposição do São Francisco também seja a solução estruturante para a região, o início de operação da obra ainda não será suficiente, pois para a água chegar até essas localidades é preciso construir o ramal e a adutora do Agreste”. As obras do Eixo Norte estão mais adiantadas e, segundo ele, podem ser ainda neste ano de 2016 “um bom reforço para o grande problema crônico do abastecimento de água de Fortaleza e regiões circunvizinhas”.

A integração do São Francisco abrange a construção de nove estações de bombeamento, 27 reservatórios, quatro túneis, 13 aquedutos, nove subestações de 230 kV e 270 quilômetros de linhas de transmissão em alta tensão. De acordo com o Sumário Executivo do Projeto, no Eixo Norte a taxa de execução era de 90,7% em agosto, e, no Leste, de 88,7%.

Evolução
Ainda com base no Sumário Executivo, entre outras obras concluídas, Rios destaca, no Eixo Norte: a estação de bombeamento EBI-1 (pré-operação em andamento); o reservatório Tucutú cheio, e pronta a concretagem dos canais até ele; aquedutos Saco da Serra e Mari; aquedutos Mari até Terra Nova; aquedutos Logradouro, Saco da Serra, Mari e Terra Nova; reservatório Terra Nova e estação de bombeamento EBI-2 concluídos em abril deste ano, iniciando a etapa de testes; canais com concretagem concluída entre EBI-2 e reservatório Mangueira (18 km), além do próprio reservatório finalizado; trecho entre EBI-3 e Galeria Transnordestina (16,9 km); reservatório Serra do Livramento; aqueduto Salgueiro.

No Eixo Leste, teria maior relevância a conclusão dos reservatórios Moxotó, Mandantes, Salgueiro, Muquém, Cacimba Nova e Barro Branco (este último, em fase de execução da casa de comando e aterro de transição entre a via e a ponte sobre vertedouro).

A perspectiva é assegurar o abastecimento de água a 12 milhões de habitantes, em 390 municípios, nos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. A proposta é gerar emprego e promover inclusão social, atendendo a grandes centros urbanos como Fortaleza, Juazeiro do Norte, Crato, Mossoró, Campina Grande, Caruaru, João Pessoa, e beneficiando também outras cidades do Semiárido e áreas do interior do Nordeste, em uma política de desconcentração do desenvolvimento nacional.

Ação ambiental
A evolução dos 38 programas e/ou planos ambientais que compõem o Projeto Básico Ambiental (PBA) da integração do São Francisco registrou avanço de 84,11% de execução física, nos eixos Norte e Leste. Cerca de 14% do orçamento total do projeto, o equivalente a R$ 1,493 bilhão, são destinados aos programas ambientais. Já foram gastos, até agosto, R$ 909,3 milhões.

O PBA foi elaborado a partir das recomendações do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e do Relatório de Impacto Ambiental (RIMA), estudados por comissão do Clube de Engenharia coordenada pelo conselheiro Jorge Rios, e tendo como relator o conselheiro Paulo Poggi. “Uma das características do projeto analisado pela nossa comissão é o respeito aos cidadãos que tiveram de ser reassentados, às populações tradicionais, à fauna e à flora da caatinga e aos bens arqueológicos”, diz Rios.

Ele também chama a atenção para “a manutenção das ações emergenciais para as pequenas comunidades isoladas e afastadas dos eixos dos canais, que são aquelas de socorro, de assistência e de serviços essenciais em municípios em situação de emergência, como a Operação Carro-Pipa, a construção de cisternas e a perfuração de poços em pontos estratégicos”.

A Operação Carro-Pipa distribui água potável para a população situada nas regiões afetadas pela seca ou estiagem, especialmente no Semiárido nordestino e norte de Minas Gerais. A ação é uma parceria do Ministério da Integração Nacional, por meio da Secretaria Nacional de Defesa Civil, com o Exército Brasileiro.
A integração do São Francisco abrange a construção de nove estações de bombeamento, 27 reservatórios, quatro túneis, 13 aquedutos, nove subestações de 230 kV e 270 quilômetros de linhas de transmissão em alta tensão. No Eixo Norte a taxa de execução era de 90,7% em agosto, e, no Leste, de 88,7%.
Fonte: http://www.ocafezinho.com/2016/09/27/transposicao-do-rio-sao-francisco-e-adiado-para-2018-mesmo-com-90-das-obras-finalizadas/

Tire umas férias das redes sociais para ser feliz, afirma estudo

Segundo um estudo dinamarquês o Facebook afeta negativamente o nosso bem-estar

Quer sentir-se mais feliz, satisfeito com a vida e positivo? Tirar umas férias do Facebook pode ser uma boa ideia. De acordo com uma pesquisa da Universidade de Copenhague, na Dinamarca, o uso do Facebook afeta negativamente o nosso bem-estar e ausenta-se da rede social aumenta a satisfação com a vida e as emoções positivas.

“A maioria das pessoas usa o Facebook diariamente, mas poucos estão conscientes das consequências. Esse estudo fornece provas causais de que o uso do Facebook afeta negativamente o nosso bem-estar”, escreveu o pesquisador Morten Tromholt.

No estudo, Tromholt dividiu aleatoriamente 1.095 participantes dinamarqueses em dois grupos: o primeiro (de controle) continuou usando o Facebook normalmente, segundo informações da BBC Brasil. Já o segundo (de tratamento) foi orientado a ficar fora da rede social durante uma semana.

Mais felicidade
Os resultados? Ao final do período de ‘intervenção’ os voluntários do grupo de tratamento apresentaram níveis mais altos de satisfação com a vida e de emoções positivas, em comparação com as pessoas que continuaram usando a rede social. Em uma escala de 1 a 10, o nível de satisfação com a vida dos “desconectados” aumentou 0,56 pontos, saltando de 7,56 para 8,12. Já no grupo que continuou usando a rede social, a pontuação subiu apenas 0,08 pontos, passando de 7,67 para 7,75 no fim do experimento.

“Comparando o grupo de tratamento com o grupo de controle, foi constatado que tirar uma folga do Facebook tem efeitos positivos em dois aspectos do bem-estar: nossa satisfação com a vida aumenta e nossas emoções se tornam mais positivas”, relatou Tromholt.

Menos solidão
No último dia do experimento, os pesquisadores questionaram todos os participantes sobre os sentimentos que vieram à tona aquele dia. Entre aqueles que ficaram fora da rede social, 88% relataram que estavam felizes e 84% disseram que curtiam a vida, contra 81% e 75%, respectivamente, dos que continuaram conectados.

Quando analisados sentimentos negativos, como tristeza e preocupação, 34% dos integrantes do grupo que permaneceu no Facebook informaram que estavam tristes e 25% que se sentiam sozinhos. Esses percentuais foram de 22% e 16%, respectivamente, no grupo que se ausentou da rede social.

O experimento também mostrou que quem tirou férias do Facebook apresentou menos dificuldade de concentração, intensificou sua vida social e sentiu que estava desperdiçando menos o seu tempo do que os que continuaram ativos na rede social.

“Foi demonstrado que os efeitos [de se ausentar] foram significativamente maiores entre os usuários frequentes do Facebook, os usuários passivos [que tendem a fazer poucas postagens] e aqueles que tendem a ter inveja dos outros”, escreveu Tromholt.

(Com informações da VEJA.com)

Câmara Criminal do TJ mantém afastamento de seis vereadores

Decisão definiu ainda o retorno de Jailton Santana as funções de vereador.
Juiz entende que afastamentos não irá comprometer em falta de quórum.
Do G1 SE

Na manhã desta terça-feira ( 22), a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE), decidiu pelo retorno de Jailton Santana para as funções de vereador e manteve o afastamento dos vereadores Agamenon Sobral, Tijoi Barreto Evangelista, Valdir Santos, Daniela Fortes, Renilson Cruz Silva e Agnaldo Celestino Feitosa.

Ficou decidido que eles devem se manter afastados de qualquer outra função pública, bem como a proibição de acesso e frequência a Câmara Municipal de Aracaju, de receber qualquer tipo de verbas indenizatórias, restringindo o pagamento aos vereadores afastados exclusivamente a remuneração referente ao subsídio.
saiba mais

Juiz Convocado Gilson Felix afirmou que a manutenção do afastamento não inviabilizaria as votações na Câmara Municipal, já que o quorum qualificado é exigido em poucas situações, sendo, em quase a totalidade das votações, exigido o quorom de maioria simples, inclusive a votação do orçamento. “Pelas provas e indícios colacionados neste caso, o retorno dos parlamentares, nesse momento, ofenderia a moralidade pública e a imagem do legislativo municipal”, concluiu o magistrado.

Já com relação ao vereador Jailton Santana, a Câmara Criminal determinou o seu retorno as atividades parlamentares, com a proibição de receber verbas indenizatórias, recebendo exclusivamente o salário.

Segundo os membros do colegiado, o vereador Jailton Santana, após a ciência da investigação criminal, cessou o uso das verbas indenizatórias e não reiterou a conduta de utilização das referidas remunerações. Sendo assim, o parlamentar, diferente dos outros vereadores, demonstrou que não estaria praticando a conduta em continuidade delitiva.

Enteda o caso
Os afastamentos fazem parte dos desboramentos da “Operação Indenizar-se” que apura pagamentos de verbas de indenização respaldadas em contratos fictícios de locação de veículos e de assessoria jurídica. A estimativa é que as negociações ilícitas retiraram cerca de R$ 5 milhões dos cofres públicos.

*Com informações do TJ/SE.

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Empregado que trabalhava externamente com jornada sujeita a controle vai receber horas extras

A Quinta Turma do Tribunal Superior do Trabalho não conheceu do recurso do Itaú Unibanco S.A. contra a condenação ao pagamento de horas extras deferidas a um operador de negócios que exercia suas atividades externamente em operações de crédito. A Turma entendeu que havia a possibilidade de controle em sua jornada de trabalho.

Contratado pela Fináustria, financeira que atua com operações de crédito direto ao consumidor, voltada principalmente ao financiamento de veículo, adquirida pelo Banco Itaú, o empregado obteve na primeira instância o reconhecimento do direito ao recebimento das horas extras. A sentença foi mantida pelo Tribunal Regional do Trabalho da 17ª Região (ES), por entender que o empregado estava sujeito ao monitoramento por meio de rádio e pela conexão a sistema informatizado, além de acompanhamento presencial para conferência de metas do dia, havendo, portanto, a possibilidade de controle de jornada.

Ao julgar o agravo de instrumento pelo qual o banco tentava trazer a discussão ao TST, o relator, ministro Caputo Bastos, observou que, quando há a possibilidade de aferição do horário de trabalho, com o controle de jornada, não há incidência do artigo 62, inciso I, da CLT que estabelece exceção ao regime de controle de jornada aos empregados que exercem atividade externa, sempre que não for possível a fixação de horário. Segundo Caputo, a previsão desse dispositivo é uma "excepcionalidade", aplicável apenas a um tipo específico de empregado, que recebe tratamento diferenciado "dado o ofício que desempenha, fora do ambiente de trabalho da empresa". 

O ministro explicou que o TST admite como meio de controle de jornada "todos aqueles que, de forma direta ou indireta, tornem possível o acompanhamento da jornada de trabalho". O fato de o empregador não realizar a efetiva fiscalização, mesmo dispondo de meios para tanto, não implica o enquadramento do trabalhador na exceção do artigo 62, I, da CLT.

A decisão foi por unanimidade.


Fonte: TST

HOMICÍDIO NA BARRA DOS COQUEIROS NA NOITE DA SEGUNDA-FEIRA 21


Mais um homicídio aconteceu ontem a noite (21)  na  Barra dos Coqueiros, na Rua São Francisco,  no Loteamento Olimar, nas proximidades onde a vítima morava e cujo nome era Carlinhos, que foi assassinado por arma branca. 


De imediato foi solicitado o SAMU, o vítima morreu no local e foi recolhido depois pelo equipe do IML. a polícia compareceu no local e deram início as investigações para saber o autor do crime. 


A Barra dos Coqueiros, continua sendo uma das cidades mais violentas do Estado de Sergipe.

domingo, 20 de novembro de 2016

Wi-Fi é mais importante que sexo, chocolate e álcool; aponta pesquisa


Um alto percentual de entrevistados que participaram de uma pesquisa realizada pela empresa conectividade iPass considerou a conexão via wi-fi mais importante do que álcool, chocolate e sexo. Ao todo, 1700 pessoas que viajam com frequência, por motivo de trabalho, tiveram seus hábitos e preferências pesquisadas.

O resultado surpreendente de 75%, segundo a pesquisa, deve-se à melhora na qualidade de vida obtida com a conexão wi-fi, tornando-se uma prioridade para o cotidiano dos entrevistados. O sexo ficou em segundo lugar com 37%, o chocolate, 14%, já o álcool, escolha de 9%.

A pesquisa também aponta outro comportamento na área do consumo, em que o wi-fi foi fator determinante para a escolha de hospedagem e companhia aérea durante viagens.

A pesquisa foi realizada entre os dias 12 e 31 agosto de 2016, com usuários de vários grupos etários e geográficos. Um total de 60% dos entrevistados é da América do Norte, já o restante, de países europeus. 
Do Portal CN/Fonte: O Povo

sábado, 19 de novembro de 2016

TCE e MPE TEM QUE BARRAR OS REAJUSTES ABUSIVOS DE SALÁRIOS DOS PREFEITOS, VICE-PREFEITOS E VEREADORES EM SERGIPE

Uma verdadeira vergonha para o momento que vive o Brasil e especial o Estado de Sergipe.



Os Conselheiros do Tribunal de Contas de Sergipe e os  promotores de Justiça de Sergipe, deveriam se reunirem e acabar com a pouca vergonha que está acontecendo no estado, recomendando que os prefeitos Sergipanos, vetem os projetos de leis, aprovados pelas Câmaras Municipais, que concederam reajustes salariais vergonhosos dos futuros gestores, e dos seus vices, dos secretários municipais. E também recomendarem as revogações imediatas dos decretos que reajustaram os salários dos vereadores das cidades Sergipanas.



O TCE-SE e o Ministério Público Estadual, devem argumentar que os vetos devem se dar “em razão da grave crise financeira que assola o país e os municípios Brasileiros, bem como porque não houve estudo sobre o impacto financeiro que tal aumento salarial acarretará nas contas dos Municípios, nem houve a necessária publicidade e participação popular”..

Se muitas leis  não forem vetadas pelos prefeitos, os projetos garantirão, reajuste de R$ 6 mil para R$ 10 mil em muitos salários dos vereadores em sergipe.

Os salários dos prefeitos, pelas propostas, passa de R$ 20 mil para R$ 30 mil a partir de 2017. Os  vereadores aprovaram os aumentos em todo o estado de Sergipe, sem se preocupar com a população e nem com as finanças públicas.


Muitos Presidentes das Câmaras Municipais, promulgaram as decisões, alguns publicaram no diário oficial do Município.e outros colocaram nas suas respectivas, sem dá a devida publicidade.

Ainda com o argumento de que o momento não é de reajuste por causa da crise, a expectativa é de que o TCE-SE e Ministério Público Estadual continuem a interferir nas cidades onde os legisladores possam tentar aumentar os vencimentos dos políticos.

Eduardo Amorim e prefeitos participam de Seminário Novos Gestores em Brasília

"Seminário Novos Gestores é o ponto de partida para uma gestão de qualidade", disse Eduardo

Prefeitos eleitos e reeleitos dos estados do Nordeste participam de 7 a 11, em Brasília, no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB) do Seminário Novos Gestores, promovido pela Confederação Nacional de Municípios (CNM). O senador Eduardo Amorim (PSC-SE) esteve no evento na tarde da quinta-feira, 10. Segundo ele, a CNM é um guia interessante para novas oportunidades nos Municípios. "É um momento de familiarizar-se com programas, planos e uma partida para uma gestão de qualidade".
O evento acontece sempre após o resultado consolidado das eleições e tem o propósito de auxiliar os gestores. Neste caso são prefeitas e prefeitos para o mandato de 2017-2020. O evento acontece em datas diferentes para os 5.568 executivos municipais, divididos em regiões. Segundo o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, os gestores devem conhecer suas responsabilidades de dar continuidade a esse trabalho de buscar novas conquistas para o movimento municipalista. 
Os gestores participaram das palestras "as competências e as obrigações dos Municípios", "desafios para a gestão 2017-2020", "desenvolvimento social: assistência social, educação e saúde", "relação com o Congresso Nacional e o observatório político" e "orientações jurídicas de início de mandato". De acordo com o presidente, "os Municípios que estão na base de toda pirâmide federativa é o que mais está sofrendo com tudo que está acontecendo". Ziulkoski lembrou ainda que o Nordeste é ainda mais acometido, por sofrer com a seca incidente na região há mais de cinco anos".
"Nós temos um trabalho técnico com os prefeitos desde nosso primeiro mandato na Câmara dos Deputados e não é diferente no Senado. Os projetos nascem nas cidades, mas é em Brasília que eles devem ser concretizados", disse Eduardo ao explicar que diante do difícil cenário a ser enfrentado no próximo ano os prefeitos devem participar periodicamente de audiências nos ministérios.
Reivindicações ao Senado
O presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, solicitou apoio ao senador na apresentação de uma emenda ao Projeto de Lei do Senado 405/2016, que concede novo prazo para adesão ao Regime Especial de Regularização Cambial e Tributária (RERCT) de que trata a Lei nº 13.254, de 13 de janeiro de 2016. "É uma forma de compartilhar com os Municípios os valores arrecadados como multa sobre o imposto de renda, aplicado no processo de repatriação de recursos do exterior", explicou o presidente.
Prefeitos presentes
Fizeram-se presentes no evento os prefeitos de Amparo do São Francisco, Carira, Campo do Brito, Estância, Feira Nova, Itaporanga D' Ajuda, Ilha das Flores, Indiaroba, Japoatã, Lagarto, Malhador, Malhada dos Bois, Monte Alegre, Nossa Senhora da Glória, Pinhão, Porto da Folha, Poço Verde, Poço redondo, Propriá, Riachão do Dantas e Santana do São Francisco. 

Eduardo Amorim reforça pedido para conclusão das obras e convocação dos aprovados do HU

O senador Eduardo Amorim (PSC-SE) esteve na tarde da quarta-feira, 9, em audiência com o presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), Kleber de Melo Morais. O parlamentar voltou a solicitar agilidade nas obras do Hospital Universitário de Sergipe (HU-UFS), da convocação dos aprovados no último concurso e da realização de um novo concurso para o HU do município de Lagarto, a 75 Km de Aracaju.
O presidente Kleber de Melo informou que ainda, em dezembro, serão convocados aproximadamente 105 aprovados no último concurso, homologado em diversas áreas da saúde. Os novos funcionários irão atuar no HU de Aracaju. Kleber comunicou ao senador que o restante dos aprovados serão convocados em 2017, quando da conclusão das obras. Já sobre o concurso para o HU de Lagarto, a informação é que a prova deverá ocorrer em dezembro próximo.  
Obras no HU
No último mês de agosto, o ministro da Educação, Mendonça Filho, assinou por intermédio do senador Eduardo Amorim, ordem de serviço de R$ 10 milhões para realização de obras no HU-UFS. Os recursos são destinados para a conclusão das obras da Unidade Materno-Infantil e de um anexo, que será um centro de transplantes e tratamento de oncologia. “São 70 mil atendimentos por mês, que com a finalização das obras podem aumentar”, comunicou o senador.
De acordo com o senador pelo PSC, a expectativa é a mais positiva possível. “Estou muito confiante, ouvimos a garantia verbal positiva de todas as partes. O HU cumpre um papel fundamental no atendimento à sociedade sergipana. Sou médico por formação e, justamente por acompanhar o sofrimento da UFS na questão orçamentária, tive a iniciativa de correr atrás desses recursos”, disse Amorim.
Fonte: http://www.eduardoamorimse.com.br/noticia_2242_eduardo-amorim-reforca-pedido-para-conclusao-das-obras-e-convocacao-dos-aprovados-do-hu.html