abn

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Coronel Iunes esclarece declaração e diz que 'A polícia faz a sua parte e Deus a dele'

Nota de esclarecimento: Comandante da PM explica comentário sobre ação da polícia, feito no Fórum Empresarial de Sergipe.

De início, convém esclarecer que como militar e Comandante da PM-SE, jamais admitiria qualquer diretriz fundada na execução de suspeitos ou mesmo criminosos.
A política de segurança do Governo do Estado e a doutrina de Comando por mim aplicada tem total consonância com o respeito aos Direitos da Pessoa Humana, a Constituição e às leis da República. Assim, o uso da força é o último recurso a ser utilizado, de forma proporcional, em casos de resistência armada que ponha em risco a vida dos policiais ou de terceiros, haja vista que devemos sempre atuar dentro do estrito cumprimento do dever legal e da legítima defesa.
Portanto, uma frase examinada fora de contexto não pode ser usada para desqualificar o trabalho que com enorme esforço, dedicação e responsabilidade, com o apoio do Governador e do Secretário da Segurança, o atual comando da PM vem fazendo para melhorar cada vez mais o trabalho da Polícia Militar e elevar os níveis de segurança das famílias sergipanas.
Não se registra no atual governo nem no meu comando qualquer denúncia de existência de grupos de extermínio nem de orientações do comando para a prática de execuções. Fatos isolados são investigados pelas autoridades competentes e, definidas as responsabilidades, encaminhados para a aplicação das penas em lei previstas.
Reafirmo, uma vez mais, que “A Polícia faz a parte dela e Deus a dele”. Logo, a Polícia Militar de Sergipe não se constitui num órgão de execução. Muito pelo contrário. Em realidade, o trabalho desenvolvido diariamente é sempre pautado levando-se em consideração os preceitos que regem o uso progressivo da força e os princípios norteadores de um Estado Democrático de Direito.
Por derradeiro, repito: “entre o bem e o mal, que vença o bem. No confronto entre bandidos e a Polícia, que os servidores públicos estaduais e a sociedade sejam preservados”.

Coronel Maurício da Cunha Iunes

domingo, 19 de agosto de 2012

São Paulo realiza seu primeiro casamento civil gay


São Paulo, 18 ago (EFE).- Um casal homossexual oficializou seu casamento neste sábado em um cartório de São Paulo, uma cerimônia que entra para história ao se transformar no primeiro casamento civil gay registrado na capital paulista sem intervenção judicial.
Mário Domingos Grego, de 46 anos, e Gledson Perrone Cordeiro, de 32, trocaram alianças e receberam seu certificado de casamento sem a necessidade de recorrer à Justiça para oficializar o casamento, explicou o advogado do casal, Horácio Neto.
Vestidos com camisetas que exibiam suas fotos, as quais reivindicavam um casamento igualitário para homossexuais, o casal celebrou sua união diante de um reduzido grupo de amigos e familiares.
"Foi emocionante, a conquista de um direito que estávamos tentando há anos", comentou Grego.
A solicitação matrimonial foi aceita pelo cartório com amparo de uma resolução judicial propícia a conversão de união estável em casamento para pessoas do mesmo sexo, publicada no Diário Oficial do Estado de São Paulo no último dia 6 de julho.
Nesta decisão judicial, os juízes aceitaram um recurso apresentado por outro casal, o qual alegava que o Código Civil brasileiro não prevê a proibição explícita de casamentos de pessoas do mesmo sexo e, desta forma, um veto implícito seria "constitucionalmente inaceitável".
Além disso, os juízes lembraram a resolução do Supremo Tribunal Federal de maio de 2011, que reconhece a união estável entre pessoas do mesmo sexo com base na proibição da discriminação por motivos de orientação sexual.

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

CPRv apreende arma em ponto de táxi na Barra Coqueiros

Arma apreendida (Foto: Divulgação CPRV)



Apreensão foi feita durante uma abordagem no sábado, 11
Ao visualizarem que no interior do veículo existiam três homens, foi determinado que todos saíssem do veículo para serem submetidos à busca pessoal, ao realizarem abordagem em um bornal pertencente ao individuo identificado como Cleverton Santos de Souza, vulgo “BAHIA”, foi encontrado um revolver calibre 38, marca TAURUS, com seis munições, sendo duas delas deflagradas.
De imediato os policiais deram voz de prisão ao portador da arma de fogo, o algemaram e conduziram para a Delegacia Plantonista.
Por volta das 17h30minh, do sábado (11), policiais militares da Companhia de Polícia Rodoviária Estadual - CPRv, lotados no posto de fiscalização da Barra dos Coqueiros, perceberam que um veículo GM/CORSA, cor branca, TÁXI, que seguia no sentido Aracaju/Barra, se aproximava do ponto de parada para taxista, dando sinais de luz, entrando de imediato no local destinado a abordagem e vistoria de veículos.
Para que os pontos de parada obrigatória para taxistas obtenham o objetivo desejado “proporcionar segurança aos profissionais taxistas”, é necessário a colaboração da categoria, devendo seguir o exemplo do seu colega, que se não tivesse parado no posto de fiscalização, certamente teria sido vítima de um assalto. Declarou o Capitão Gilmar, Comandante da CPRv. 
Fonte: CPRV

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

PESQUISA: Em quem você vai votar nessa eleição na Barra dos Coqueiros?

Estamos há exatos 2 meses para a eleição municipal e  todos os candidatos estão em plena campanha em busca dos disputados votos dos cidadãos. Com todos os candidatos já definidos e a liberação da justiça eleitoral para o início das campanhas, o blog resolveu lançar um desafio para seus eleitores, uma espécie de pesquisa. Não apenas pra saber em que você vota, mas, porque você vota. Por exemplo: Em quem você vota para prefeito: Gilson dos Anjos 25 (Vice-Prefeito), Airton Martins 15 (vice- Caducha), Gilmar 11 (vice - Gogoió)? Por quê?

Tenho observado ao longo desses mais de 3 anos que a maioria dos leitores só conseguem defender o seu candidato ofendendo os adversários, mas, isso não se restringe ao ambiente do blog, esse mesmo procedimento se aplica nas discussões pelas ruas da cidade. Por isso resolvi realizar essa pesquisa, para saber se os cidadãos Barra Coqueirenses conseguem defender seu candidato sem ofender seus adversários.

Para isso criei algumas regras. Antes de votar nessa enquete leia-as:

1 – Não serão permitidos votos ANÔNIMOS. Leia as instruções acima da caixa de comentário antes de votar.
2 – Comentários contendo OFENSAS NÃO serão publicados.
3 – Ao justificar porque você vota em determinado candidato foque nas coisas boas do seu candidato. ESQUEÇA O ADVERSÁRIO!
4 – Quando for votar preencha os dados da seguinte forma:
PREFEITO: nome do seu candidato
JUSTIFICATIVA: explique porque você vota nesse candidato (sua opinião)
VEREADOR: nome do seu candidato]
Exemplo:]
PREFEITO: Romário
JUSTIFICATIVA: Eu voto em Romário porque ele tem ótimos projetos pra cidade.
VEREADOR: Bebeto

Essa pesquisa será finalizada às 23h59 do dia 10 de setembro de 2012, por isso, mobilize os seus conhecidos para votar em seus candidatos até essa data. Lembrando que as chapas para disputar o cargo de prefeito e vice-prefeito já estão definidas, a saber: Gilson dos Anjos 25 (Vice-Sissinho), Airton Martins 15 (vice- Caducha), Gilmar 11 (vice - Gogoió).

VOTE! DIVULGUE! Mobilize seus correligionários.

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

TRE confirma condenação de ex-prefeito da Barra



Ele e dois deputados foram condenados por propaganda eleitoral
EX-PREFEITO AIRTON MARTINS.
O Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE), em sessão realizada nesta terça-feira, manteve a decisão da Justiça de 1º Grau que condenou o ex-prefeito do município de Barra dos Coqueiros, Airton Martins, e dos deputados estaduais, Francisco Gualberto e Garibalde Mendonça, por propaganda eleitoral antecipada.
Airton Martins, Francisco Gualberto e Garibalde Mendonça foram processados pelo Ministério Público Eleitoral. A promotora eleitoral Juliana Carballal representou contra os acusados, depois de diligência da Procuradoria Regional Eleitoral em Sergipe (PRE/SE), que registrou, em 27 de abril deste ano, um evento público para promover a candidatura de Airton Martins à prefeitura da cidade, com participação de diversas lideranças políticas. O evento, a princípio, tinha caráter intrapartidário.
Relatora do processo, a magistrada Elvira Maria de Almeida Silva afirmou que o evento “desbordou do exclusivíssimo ambiente intrapartidário” e configurou propaganda antecipada, em que houve “franca apologia às qualidades e aptidões de titular à candidatura majoritária futura, em período de tempo fora do autorizado pela legislação eleitoral”.
O TRE também manteve as multas aplicadas em primeira instância. Luiz Garibalde e Francisco Gualberto, que participaram do comício, foram condenados a pagar multa de R$ 7 mil cada um. Já Airton Martins deverá pagar multa de R$ 10 mil.
Fonte: Ascom MPF